sexta-feira, 19 de dezembro de 2008


Final de ano sempre me dá uma melancolia. E isso é estranho porque eu adoro Natal, Reveillón, comprar roupa nova, amigos secretos, confraternizações, etc. A-d-o-r-o! Gosto mais até do que do meu aniversário. Tem pessoas que não gostam, mas eu acho que festas foram feitas para mim. Qualquer batida no tambor e já estou lá, elétrica. Mas quando o ano está acabando me dá uma tristeza, não demora muito para passar, mas ainda assim ela está lá, eu a sinto. Quem inventou a contagem do tempo foi muito sábio, criou ciclos, para que pudéssemos lutar, batalhar, nos cansar e ao final dele, nos renovar pro ano seguinte. Fazer promessas, planos e acreditar em um futuro diferente. O meu desejo é que todos tivessem um Natal maravilhoso, recheado de bons sentimentos e energias positivas, que tivessem as mesmas oportunidades em 2009 e conseguissem realizar seus sonhos. Eu ainda prefiro acreditar que o mundo tem jeito.

*******************

Estou indo para Teresina hoje, daqui a pouco. Como estarei de recesso, curtindo a família, amigos, cidade, não sei se terei tempo de atualizar aqui e comentar nos blogs, mas acredito que todos estarão muito ocupados também, né? Então, já vou começar desejando de hoje um Feliz Natal e um Ano Novo repleto de coisas boas! Mas não se assustem, só estou adiantando pra quem passa. Tá certo? Ahhhh, amanhã tem reunião das queridas amigas secretárias executivas, formandas 2006.2, minha turma querida! Incluindo Líllian, que tá vindo diretamente do Pará! E hoje é aniversário dela, que merece tuuudo de bom, incluindo um maravilhoso presente de aniversário: foi chamada para trabalhar na Ufpi! Êêêêêêê! Minha amiga vai voltar pra casa!

Outra presença certa é a Larissa! Estamos tão empolgadas, morrendo de saudades! Já comprei meu presente do Amigo Secreto, só não posso dizer o que é agora, mas depois eu venho aqui e prometo que mostro tuuuudo pra vocês!

Um maravilhoso fim de semana!

Beijos, beijos!

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Selos!

Como eu já havia dito, tenho selos que ganhei de presente, êba, êba! Agora vou presentear também, né?
Selo - Prêmio Dardos

Ganhei da Lara, que é super querida...

Diz a lenda que:

“Com o Prêmio Dardos se reconhecem os valores que cada blogueiro emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc. que, em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras. Esses selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros, uma forma de demonstrar carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web.

Quem recebe o “Prêmio Dardos” e o aceita deve:

1. Exibir a distinta imagem;

2. Linkar o blog pelo qual recebeu o prêmio;

3. Escolher 15 outros blogs a quem entregar o Prêmio Dardos.”

Repasso para:

Algo que não deveria ser

Avesso do avesso II

Cafeteria 24 hs

Constância, meu bem

De Lírio

Dois corações e uma história!

Elas e Eles

Em cima do salto agulha

Faça primeiro as coisas primeiras

Flor de Maracujá

Máfia dos Pavões

Nas asas da Borboleta

Névoa Tênue

Scene di Vita

Universo Particular de Manu

Selo Blog Criativo Selo adoramos a sua visita!

Ganhei estes dois selos das queridas Loira e Morena, que estão sempre aqui no blog, deixando carinho e muitas energias positivas...

Repasso esses selinhos para:

Cafeteria 24 horas

Constância, meu bem

De Lírio

Dois corações e uma história!

Em cima do salto agulha

Faça primeiro as coisas primeiras

Flor de Maracujá

Nas asas da Borboleta

Névoa Tênue

O que vamos dizer lá em casa?

Quer pintar?

Scene di Vita

Uma flor de menina

Universo Particular de Manu

Espero que gostem!

Beijos, beijos!

Confraternização de Natal - Sintufpi

Aqui estou eu novamente, êêêêê! Tenho selos a distribuir e um meme para responder, mas isso vai ficar pra depois, porque hoje tô afim de compartilhar com vocês sobre a confraternização de Natal que fui na sexta passada e foi tuuuuuudo de bom! Primeiro que o lugar é lindo, a comida é deliciosa e as companhias são insubsituíveis. São as pessoas que participam dos meus dias sempre, as pessoas que aprendi a gostar, me relacionar e a respeitar como profissionais que são.

Foi tudo perfeito: jantar, celebração, presentes (ganhei um kit da Natura maravilhoso), pessoas... Dá vontade de comemorar o Natal pelo menos umas três vezes no ano! Adoro o Natal e os três últimos pude comemorar com essa família que Deus me deu, UFPI, e o melhor é que todo ano ganhamos novos membros.

Barbara's Buffet

Adriano e eu

Adriano, eu, Gg e Hernandes

Sorriso

Colegas de trabalho: Layziana, Hernandes, Érika, eu, Jáder e Michelângelo

Amor

Eu e Ângela: todos os dias juntas!

Michelângelo e eu: ele diz que sou a chefe dele! Kkkk!

Esse é o chefe de verdade: prof. Baluz, diretor do campus e eu, a secretária dele
Dançando...

Então rimos, bebemos, comemos, dançamos, confraternizamos e desejamos ter em 2009 um mundo melhor!

Beijos, beijos!

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Revelação

Olha que presente mais lindo ganhei de minha amiga secreta Cínthia, que assim como eu também adora Daniel Goleman e suas teorias sobre Inteligência Emocional! Adorei, querida!

E para vocês, agora posso revelar, minha amiga secreta é Samantha, uma blogueira nova no pedaço, mas que realmente vale a pena conhecer! Ela adora poesias e Ana Carolina, tem como não gostar?!?

*******************

Gente, desculpem o sumiço, mas é que esses dias de fiscalização de prova de vestibular estão terríveis! Quinta volto com força total!

Beijos, beijos!

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Listinha de presentes de Natal

Natal chegando e eu aqui só pensando no consumismo, hahaha! Que culpa eu tenho se o meu espírito natalino adora um presentinho? Pois bem, vou compartilhar com vocês minha lista de desejos (embora sejam só desejos mesmo!).

Bom, esses são meus pedidos... Será que o Papai Noel vai me atender?

*******************

Adriano tá chegando aqui em Parnaíba mais tarde, êba! Hoje tem Confraternização de Natal da Ufpi, mas essa é diferente, mais chique, com jantar em buffet e tudo mais, já comprei até um vestido lindo para usar na ocasião (não perco a oportunidade!). Depois conto tudo para vocês, tá? Ah, a partir de domingo tem Vestibular da Ufpi e vou trabalhar como fiscal para ganhar um extra. O dinheiro não é lá essas coisas, tem descontos, blá blá blá, e como sou funcionária só recebo na folha de pagamento de janeiro, ou seja, em fevereiro. Mas todo dinheiro que entra já é bom e eu ia ficar em casa sem fazer nada mesmo... Nem viajar logo para Teresina eu posso, pois as provas do Vestibular duram 4 (!) dias (domingo, segunda, terça e quarta) e ainda tenho expediente quinta e sexta da semana que vem. Uó, né? Mas é a vida... Adriano também vai fiscalizar, ganhar o extra dele também!

Um ótimo fim de semana a todos que passam por aqui!

Beijos, beijos!

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Amigo Oculto Virtual


Estou participando do 4º Amigo Oculto Virtual, apesar de não ter nem um ano de blog ainda, eu sou metida mesmo! Hahaha! No momento, estou desesperada porque sou péssima nessas coisas de blog, layouts, etc. Dá pra ver pelo layout do blog, que apesar de eu gostar muito, percebe-se facilmente que é bem amador. E não sei o que dar para meu amiguinho secreto! E, é lógico, eu gostaria de arrasar no presente, que não deve ser real, mas obviamente virtual, como lays, gifs, montagens, poemas, etc. Estou recebendo qualquer tipo de apoio quanto a isso: sugestões, opiniões, vale tudo, até pedir pro Papai Noel.

*Bom, e para você que me "tirou" no Amigo Oculto, gostaria de ganhar um layout novo, bem lindo e super feminino. Mas, é claro, só se você souber fazer, se não, não fique desesperado(a), eu vou gostar de qualquer coisa que eu perceba que foi feita com carinho. Não sou difícil de agradar.

Conto com o apoio dos amigos que tenho aqui, viu? Por favor, me ajudem! O dia da revelação será 16/12, terça-feira da próxima semana já!

Beijos, beijos!

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Seis coisas que me distinguem


Meme recebido pela amiga blogueira Dani Faxina! Quebrei um pouco a cabeça para responder, não lembrava de nada que me diferenciasse das outras pessoas, então tive que pensar bastante. Foi difícil porque são coisas que fazem parte da personalidade, manias, etc, e muitas vezes nem nós mesmo notamos essas coisas...

*Seis fatos aleatórios, mas precisos:
  • Não saberia viver sem amigos, família, enfim, pessoas, sou extremamente dependente de sentimentos para viver bem. Sei que se tivesse a oportunidade de morar num estado distante ou em outro país, poderia até aceitar, me acostumar, viver bem e tal, mas não seria feliz.
  • Sou extremamente extrovertida e tenho facilidade em fazer amizades, mas não é por todo mundo que me interesso, já aprendi a selecionar quem vale a pena. Como diz Carol (e eu adoro a frase!): "Quem não me acrescenta não me faz falta".
  • Eu falo alto, gesticulo muito, tenho pose de séria e metida. Quando defendo uma opinião parece que estou brigando e não tenho muita paciência para perguntas idiotas. Se precisar sou grossa mesmo, há pessoas que não entendem sutileza. Mas não tenha medo, eu sou boazinha.
  • Quando estou bêbada sou uma graça, amo as pessoas muito mais e entrego os segredos dos meus amigos. É claro que desse detalhe eles não gostam. Mas não sou uma bêbada chata, assumo que estou bêbada e obedeço direitinho. Tomo um banho e vou dormir. Kkkkk!
  • Consigo acordar tarde, dormir depois do almoço e dormir bem à noite. Sou dorminhoca, fazer o que? Pena não poder fazer isso todos os dias!
  • Tenho completo pavor a Galvão Bueno, acho que ele azara todo os jogos que narra, pode ser o que for: futebol, vôlei, F1. Ele é capaz de destruir uma vitória com apenas um: "Bem, amigos!".

    *******************

    Contei com a ajuda de Adriano e Jaqueline, que me ajudaram dizendo coisas que eles achavam que me caracterizavam, porque hoje não estou lá muuuuito inspirada, mas é claro que concordei com tudo e dei uma misturadinha, para ficar mesmo a minha cara. Adriano, até me deu uma dica, mas essa não pude colocar na lista. Ele disse que tem uma coisa que só eu sou capaz: fazê-lo feliz. Não coloquei na lista, mas não posso deixar de mencionar. Muito fofo, né?

Repasso para:

Beijos, beijos!

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Eu quero é férias


Eu realmente preciso! Final de semestre, provas, trabalhos, correria, etc. Tá todo mundo estressado, doido para que acabe logo tudo. Eu mais do que ninguém. Amanhã terminam as aulas da faculdade, uma semana depois entro de recesso no trabalho e vou emendar com as férias de janeiro! Afff, tô tão ansiosa que nem consigo esperar por isso! No trabalho, correria também, vestibular se aproximando e todo mundo querendo resolver tudo logo, antes que o ano acabe. Todos os processos, reuniões e pendências tem que estar nos conformes.

Coisas boas das férias que espero ansiosamente:

*encontro com as amigas secretárias (inclui: não levar namorado pois só vão as amigas, amigo secreto com sorteio na hora, por isso lembrar de levar presente universal, musse de maracujá feito por mim)

*encontro com os amigos futuros administradores (isso inclui encontro secreto para fofocar só com as lulús, aliás, um outro encontro só para isso)

*caranguejada na casa de Natália (eu e Adriano estamos devendo há muuuuito tempo) 

*fofocas com Martha (inclui: atualizações de todos os babados, comida da tia Teresa e muuuuito xêro!)

*comprar roupa nova para Natal e Reveillón (êba!)

*casa nova livre de reforma

*ficar sem fazer nada

*sair com papai (conversar, rir, contar segredos, nos apoiar e perceber mais uma vez o quanto somos importantes um para o outro e o quanto sentimos saudades)

*momentos com meus irmãos (sinto muita saudade deles)

*conversas intermináveis com mamãe (ela sempre fala demais e eu tento entender tudo de uma vez, mas amo e sinto saudades disso)

*Adriano pertinho de mim

*******************

O bom é que tá pertinho! Ah, já estou também fazendo minha lista de presentes para o Natal e resoluções para o Ano Novo... Depois conto tudo para vocês!

Fim de semana sem nada para fazer, especialização no sábado, só mesmo assistir filmes legais (Tudo em Família, que passou na Globo e Maldita Sorte, muito engraçado que pegamos na locadora). Também foi o dia da chegada da minha sobrinha "torta", Maria Júlia, filha do irmão de Adriano, Christiano, a primeira netinha da família. Ainda não a conheci, mas estou muito ansiosa para isso. Domingo dormir o dia todo, pintar as unhas de vermelho "maçã do amor", trabalhos da faculdade e no final do dia fofocar com Gg e Mayara até de madrugada. Ontem foi feriado e aproveitamos para comprar o berço de Gabriel (o comércio não fechou), meu presente para meu amorzinho lindo que está chegando... Que venha com muita saúde!

Maria Júlia (Ela não é fofa?)
Obrigada pelo carinho de sempre! (Fico muito mais sentimental essa época!)

Beijos, beijos!

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Selos e mais selos

Gente, ganhei um monte de selos e vim aqui compartilhar com vocês, é claro! Meu quarto selinho ganhei da Loira e da Morena, mais do que queridas, e fiquei super feliz, como sempre, né?

Selo "Esse blog é show de bola!"

Repasso para:

 Cafeteria 24 horas
Scene di Vita

Os dois selos seguintes ganhei da Taís, uma amiga que chegou pra ficar, toda fofa que eu adoro!

Selo "Quem eu sou faz toda a diferença"
Repasso para: 

Constância, meu bem
Universo Particular

Selo "Este blog é sangue-bom"
Repasso para: 

Quer pintar? 

Espero que gostem tanto quanto eu gostei! Agradeço a todos pelo carinho de sempre!

*******************

Especialização logo mais à noite e amanhã, ô saco! Show do Forró do Muído em Parnaíba, todo mundo vai e eu nããão. Buáááá! Mas tudo bem, vou mentalizar tuuuudo para as férias! Hahahaha!

Beijos, beijos e um ótimo fim de semana!

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Porque Ivete não tem preço

Tava demorando para eu vir aqui contar para vocês sobre o meu fim de semana, né? Mas eu não me aguento! Maravilhoso messssmo! Para começar a viagem foi uma graça, quatro mulheres dentro de um carro, só fofocando, é claro que foi só diversão!

Eu, Gg, Mayara e Carol

Bom, chegamos em Teresina por volta das onze da manhã e só demos uma passadinha na casa da mamãe para vê-la e pegar Adriano. A reforma da casa da mamy já está bem adiantada, estavam colocando o teto da sala, cozinha, banheiro social e varanda, menos mal, né? Daqui pro Natal tá tudo pronto, se Deus quiser! Amém, né, gente? Já pensou passar o Natal desabrigada? Uó! Fomos pro shopping almoçar, paradinha no Giraffa's para mim, Gg e Mayara. Carol só quis saber de Mc'Donalds. E para completar a diversão, milk shake de 700 ml de Ovomaltine do Bob's, tem coisa melhor? Perfeito! 

Como Teresina é muito quente, fomos tomar banho de piscina para refrescar. Ficamos na casa de Adriano por causa da reforma na casa de mamãe e passamos a tarde toda na piscina só boiando.

Ê vida duuuuura!

Alguém sabe de quem são esses pezinhos de unhas vermelhas?

Abadás customizados por nós mesmas, principalmente por Carol, nossa 'personal stylist' improvisada, só usamos tesoura e fitinhas coloridas. Não conseguimos costureira à tempo e todas elas estavam cobrando os olhos da cara [e depois como é que a gente ia ver a Ivete? Kkkkk!]. Afinal de contas, foram vendidos mais de 15 mil (!) abadás. Gente, vocês nem sabem por quanto vendemos um abadá na entrada do show! Simplesmente inacreditável, compramos por R$ 45,00 e vendemos por R$ 110,00! E isso é porque nem procuramos muito, tinha cambista vendendo por R$ 150,00! Alguém crê? É muita vontade de ir pra Ivete e muito dinheiro sobrando!

Encontramos com Livia, Liana e Márcio no hotel e foi aquela folia para terminarmos de nos arrumar, maquiar, etc. Pense na bagunça! Tudo regado à Brahmas e Bohemias long necks, é claro!

Adriano, Mayara, Liana, Livia e Márcio

Trioooo

Qualquer dia desses ela se muda pra The! Livia, amo demais!

Depois, paradinha no shopping para abastecer as energias: Sushi Express para eu, Adriano e Carol e Bebelu para Gg e Mayara. [Pausa para reflexão: como alguém consegue NÃO GOSTAR de sushi?]


Iveteiras [existe isso? kkkk!]

Adriano e eu

Alguma dúvida de quem é show?

A primeira atração foi Netinho e ele desenterrou vários sucessos da década passada, mas foi bom mesmo assim porque afinal de contas todo mundo conhecia as músicas [direto do túnel do tempo!] . Ivete é maravilhosa e agitou geral. Micareta indoor, todo mundo correndo atrás do trio e ela lá, linda, pulando, dançando e conversando com o público, não tinha quem dissesse que há pouquíssimo tempo perdeu um filho. Ela é toda boa, viu? E eu já decidi que sou igual ela: "Tenho celulite, sou toda boa e faço um homem gemer sem sentir dor!". Hahahaha! Ê mulher poderosa, melhor que ela não tem, não!

Iveeeeeete!
Encontramos vários amigos queridos: Thalita e Neto, Larissa e Gil, Éryka, Helly, Júnior e Dayanna, Fran e Osvaldo e vááárias outras pessoas. Coisa boa, né? AMEI!

Shênia, Éryka, Adriano, eu e Carol
Eu amooo! A metade loira do meu ser!
Fran, eu, Gg, Carol e Mayara

Essa mora dentro do meu peito: Fran, te amoooooo!


No outro dia, já viajamos cedo, só deu tempo de mais um banho de piscina e já estávamos a caminho de Parnaíba outra vez. Estou louca por férias, quero ter tempo de rever meus amigos com calma, conversar besteiras, sair, sorrir com eles... Ainda bem que terei férias em janeiro, contando os dias já!

Semana que vem já encerram as aulas da faculdade, logo depois vem recesso do trabalho, fiscalização de provas do vestibular da Ufpi e enfim, Teresina! Vou aproveitar muuuuito!

E para vocês, o gostinho do show do furacão que é Ivete Sangalo!

Beijos, beijos!

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Pareço metida, mas sou querida


Eu tenho cara de metida e sei disso. Sempre me disseram e acredito que deva ser verdade. Eu me acho uma pessoa muito extrovertida, doida mesmo até. Tenho muitos amigos e os conservo, isso é essencial para mim. Típico de canceriano, que ama muito e se doa, é amigo de corpo, alma e coração. Mas apesar de não ter nascido para ser discreta, não é todo mundo que conhece esse meu lado. Não que seja difícil conhecê-lo, é até bem fácil, porque confio quase que instantaneamente nas pessoas, mas não é em todo lugar que me solto. No meu trabalho sou muito séria, até porque não posso dizer "sim" para todo mundo, tenho que ser simpática, mas às vezes preciso ser enérgica, até mesmo por ser jovem, para me fazer ser respeitada. Infelizmente, minha profissão carrega um estereótipo terrível, a secretária-gostosona-e-burra-que-tem-um-caso-com-o-chefe, o que me irrita profundamente e tenho que lutar diariamente contra isso.

Na faculdade me dou com poucos, não é com todo mundo que simpatizo e alguns tipos que "não crescem nunca" me dão vontade de gritar. Nunca passei pela fase do Peter Pan, eu cresci depressa demais, na minha vida tudo foi muito cedo. Sempre levei os estudos a sério, estudava dois turnos desde os 15 anos, me preparando para o vestibular, sempre fui responsável. Entrei na faculdade cedo, me formei cedo, consegui um bom emprego cedo, saí da casa-da-mamãe muito cedo. Mal conheço meus vizinhos, minha vida é corrida demais, tenho sempre muita coisa para fazer, muita coisa para estudar, muito tudo.

Eu sempre quis fazer dança de salão pois eu amo música e tudo que me enleva. Mas cadê o tempo? Tenho na minha lista de coisas pra fazer: curso de dança de salão, curso de forró (para fazer com Adriano), academia, voltar pro Inglês e Espanhol. E isso são coisas tão simples, eu nem precisei pensar muito, mas não tenho tempo. Não sou e nunca quis ser melhor do que ninguém, porque acredito que todo mundo tem o seu valor, gente chata que quer ser igual sempre, as diferenças é que nos tornam especiais.

Eu tenho meus defeitos, todo mundo tem. Minhas qualidade procuro valorizar, gosto de ser positiva, olhar pra frente, encarar meus medos e problemas [exceto, é claro a fobia por injeção]. Sou emotiva, romântica, sentimental. Me magôo com facilidade, mas relevo da mesma forma. Quer dizer, até certo ponto. Não gosto de confusão, não sou de briga e discussão, mas tenho meu limite, e depois que ele é ultrapassado é um caminho sem volta, quanto a isso sou rancorosa. Dou um boi para não entrar e uma boiada pra não sair. Se perder a minha confiança, já era. Mas meu coração é grande, já deve ter dado para perceber, e sempre cabe mais um. Tenho amigos que amo independente de qualquer coisa, só o simples fato de existirem me faz mais feliz. São meus amigos no meu coração e na minha alma, o seu espaço está aqui reservado e podem se passar mil anos, mesmo que nem fale mais com alguns, mas lembrarei dos momentos que vivemos juntos e sentirei uma onda de amor, carinho, afeto e amizade dentro de mim, que será como uma nostalgia gostosa daqueles tempos em que podíamos nos encontrar sempre.

Essa é a minha forma de olhar a vida, a minha forma de ser feliz. Amando e sendo amada. Essa é a pessoa que eu sou, ser assim me faz bem. Eu sei que pareço metida, mas me conheça mais um pouquinho e você vai ver, que na verdade eu sou muito querida.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Admfest, sempre será a festa da Administração!

Na foto da primeira Admfest: Márcio (vulgo Mamão, por ser, segundo ele, doce e gostoso), Gheysa, Igor (agachado), Fabrício, Jocele, Pedro, eu, Ítalo, Fran, Bel e Juliana Carolina

Para falar dessas pessoas, eu só preciso fechar os olhos e segurar as lágrimas! Ahhh, como eu sinto saudades!

Mas deixa eu explicar melhor o título do post, que eu sei que ninguém está entendendo nada. Não sei se já disse aqui, mas eu já estudava Administração em Teresina, quando me formei em Secretariado Executivo e passei no concurso da Ufpi para Parnaíba. Estava no 3º período quando mudei de cidade e de faculdade, estudava na Uespi e tinha a melhor turma que alguém poderia desejar, nós éramos da Admfest. O que significava que éramos quase um clã, uma família, uma entidade. Nós nos conhecemos todos chegando na Universidade, alguns já faziam outros cursos, outros nem sabiam ainda se o que queriam da vida era aquilo mesmo. Em três dias já estávamos planejando nossa primeira festa, a ADMFEST, que foi realizada na segunda semana de aula, mas apenas porque não deu tempo organizar tudo para a primeira. E a nossa primeira festa, estúdio da casa da Gheysa, ah! como rendeu! Não nos conhecíamos direito, mas como algum poeta já disse: não se faz amigos, reconhece-os! E assim, a convivência se encarregou do resto.

Fechar os olhos me faz lembrar... Tantos bons momentos, tantas aloprações, tantos porres juntos, tantas farras, tantas risadas, tantos segredos, tantas aulas, tantos trabalhos, tantos e tantos...

Gheysa, Juliana, Jocele, eu e Fran

Mas é claro, que não tivemos apenas bons momentos, o que de certa forma, até nos solidificou, nos tornou mais fortes, nos uniu. No 2º período, uma fatalidade nos pegou de surpresa. um de nossos amigos, Fabrício, sofreu um acidente de carro quando voltava de uma festa que ele tinha falado muito a semana inteira, e morreu, com politraumatismo. Ele era o mais jovem de nós e tinha passado em primeiro lugar. Não sabia direito o que queria da vida, mas acreditava que teria toda ela pela frente, assim como todos nós. Nos abalou terrivelmente e a Universidade nos deu dois dias de luto, mas choramos e nos consolamos até que a dor não tirasse mais o nosso sorriso, mas nunca, nunca mesmo deixamos de lembrar dele. O que é mais singular nessa história toda é que a última vez que nos vimos, no último lanche no "pastel" que partilhamos, ele tinha tirado uma brincadeira boba: "Ei, se eu morrer, o nome da turma tem que ser o meu, né?". Ao que um de nós respondeu: "Deixa de ser besta, tu acha que alguém vai querer um nome feio igual ao teu na nossa placa?". E rimos. Como se tudo fosse uma grande piada. O destino às vezes tem mania de ser cruel. E assim, o nome dele será homenageado pela nossa turma. Fabrício da Costa Silva, in memorian.

Fizemos um flog e o mantivemos até algum tempo, mas terminou que ninguém nunca mais o atualizou e ele ficou lá, como uma memória dos bons momentos vividos. A Fran até tentou fazer um blog para as lulús, mas não deu certo porque ninguém escrevia nada!

Dia desses Juliana me ligou, a baixinha mais arretada do mundo, a minha companheira de Skol Beats no BR Mania. Ela estava com Gheysa e Jocele no Salute, lembrando de mim, de nós, de todas as vezes que já bebemos lá, de todas as reuniões das lulús debaixo das mangueiras, de todas as Brahmas tomadas ali. O Salute é como nossa casa, tem a nossa cara, é o nosso lugar. É incrível como sempre me dá um nó no peito e meus olhos enchem de lágrimas ao lembrar que eu não estou mais lá e que, por mais que eu não queira, não é a mesma coisa e não posso estar com eles sempre que eu quero. A Juliana é a baixinha mais zangada e mulher macho-sim-senhor que eu conheço, ela é danada e quando eu crescer quero beber igual a ela! Nós nos entendíamos perfeitamente, éramos cúmplices. Uma paradinha no BR Mania era com a gente mesmo, só pra tomar umas Beats, conversar um pouco sobre a vida e os namorados, e ir pra casa mais feliz. Ela é super delicada, uma "flor" de candura, hahaha, com um tamanho desses, até que dá pra acreditar! Uma pessoa que tem muita garra, dedicação e determinação pelo que quer! Sempre foi muito esforçada e batalhadora... E tenho certeza que ela vai conseguir tudo o que deseja, porque essa baixinha tem sangue no olho!

A Franciane (Francicleide, Francinúbia, Francirelli, Francisca, como tanto a atentava o Mamão... Kkkkk!) é muito meiga, mas deusmelivre da língua dela, quando ela não gosta de alguém, sai de baixo! E bêbada, então? Não tem quem aguente! Segure o seu nariz! Mas era maravilhoso chegar na sala de aula, diretamente de Harvard, com minhas bolsinhas multicoloridas, super discreta como sempre, e sentar-me ao seu lado e fofocar tuuudo! Rir até a barriga doer, fazer os trabalhos chatos, colocar apelidos nos outros, sofrer com as nossas perdas, contar todos os nossos segredos, tudo isso me lembra ela. Quando me mudei para Parnaíba, os adm's foram me visitar e eu ainda morava no apê, que só tinha um quarto, imaginem a bagunça enorme que seis pessoas fizeram num espaço mínimo e as louças sobraram pra ela! Isso sem contar do reveillón que passamos juntas, ela fazendo xixi escondida atrás do palco: "ei, minha filha, não 'mije' nas minhas costas não"! Risadas por dois meses consecutivos e respectivos recados no orkut com essa pérola! Ela sempre será nossa "ex C, para sempre TT", a última de nós... Mas isso são outras histórias, totalmente em off... Kkkkkkkk!

A Gheysa é a mais desbocada de nós, a mais livre, a mais sorridente, a nossa "Maguinha". De cada 10 palavras que ela fala, 20 são palavrões e ela tem mais ex's do que eu consigo contar: "mas eu só sei contar até 10 milhões", hahahaha! Ela é uma pessoa contagiante, que faz bem ter ao lado, a maguinha mais gostosa do pedaço. As melhores e mais bizarras histórias do mundo tem sempre que acontecer com ela! E como nos rendiam gargalhadas as histórias malucas que ela nos contava... Baladas e paquerinhas é com ela mesmo e sempre que saíamos juntas, ela ia nos deixar em casa brigando e xingando todo mundo por morarem longe demais: "suas RL's". Mas era o jeito carinhoso de nos tratarmos e ela nunca nos deixou na mão. É ela que sempre divide a conta, isto é, divide MESMO, por cada azeitona consumida, ê maga mão de vaca! Ela sai sem dinheiro e volta bêbada, incrível. Foi ela que me ensinou a fazer tangirosca e eu juuuuro que nunca me embebedei com a mistura de vodca e suco de tangerina! Vocês acreditam? Nem eu!

Eu, Jocele e Gheysa no Salute

A Jocele é a nossa "Bob", nem precisa explicar o porquê, né? Ela viaja na batatinha! É sempre maravilhoso e imprevisível estar na companhia dela, do nada ela faz ou diz algo que torna aquele momento inesquecível. Linda, doida, marmoteira, perna-de-pau, alma de criança num corpo de mulher. Ela tem uma voz maravilhosa e toca violão muito bem. No dia da minha formatura, fomos a um restaurante que tinha música ao vivo e ela pediu licença aos músicos para cantar uma música para mim. "Zombie", The Cramberries. Um dos momentos mais lindos da minha vida. Me emocionei, chorei. Minha amiga ali, cantando para mim, maravilhosamente, num restaurante cheio de pessoas, mas ela cantava só para mim. E ela nem é profissional, mas todos a aplaudiram quando ela terminou. Muito lindo. Ela é carente. Lembro-me das primeiras aulas, em que senti que ela queria se tornar minha amiga, queria que eu me sentasse ao seu lado na sala de aula, no barzinho. Eu sempre entrava na onda das marmotas e caretas dela, íamos correndo até Smallvile. Não entenderam, né? E nem vão. Isso são coisas de "Bob".

Falar do nêgo mais lindo do mundo não é fácil, porque ele é uma das pessoas que tenho certeza que foi Deus que me deu de presente. Nos conhecemos de uma maneira inusitada, éramos vizinhos há um mês e fomos descobrir isso no terceiro dia de aula, quando voltamos a primeira vez juntos pra casa. Mas quando eu digo vizinho é vizinho mesmo, que divide o mesmo muro e tudo. Mas não era apenas um muro que nós dividíamos. A volta para casa era recheada de conversas, segredos e planos, era o "diário de Jujuba e Igor", com direito a uma paradinha no cachorro quente para repor as energias. Isso quando a gente não achava um barzinho pelo meio do caminho para tomar a saideira ou então uma paradinha no forró, porque ninguém tava nem morto! Quantas vezes saímos juntos, pra beber e conversar, ir pras casinhas com a turma, só ele de homem, vestido com uma camiseta cor de rosa super suspeita! Mas ele não tava nem aí de quem duvidava daquele homem rosa andando com cinco mulheres, ele sabia muito bem de si mesmo. E hoje, quem diria, o nêgo mais namorador in the world está casado, é um homem sério e eu sinto muito orgulho disso. Esse nêgo foi meu ombro amigo, me ouviu, me aconselhou, me levou para casa bêbada, sorriu comigo tantas vezes incontáveis.

E por tudo isso e muito mais, os trago aqui dentro do peito, comigo, sempre e para sempre. Amo demais!

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Frases infames

Dia muuuuuito cansativo, nem tive tempo direito para nada! Olha a hora que eu tô tendo um pouco de paz! Ainda há pouco tive que sair feito um louca colando cartazes em todos os lugares do campus, nas coordenações, salas de professores, etc, simplesmente porque a coordenadora administrativa daqui só resolve me comunicar das coisas em cima da hora. E é claro que se alguém vai ter que sair doida atrás de avisar todo mundo que segunda-feira, às 18:00, haverá uma confraternização de natal com a presença do Reitor, certamente não será ela. Eu é que tenho que me virar nos trinta. Ela só chega aqui e diz: "Jullyane, rápido, avise todo mundo que vai ter confraternização segunda". Ótimo! E ela me avisa isso às cinco horas da tarde da sexta-feira!

Reunião do Conselho Departamental hoje de manhã, geralmente dia de muito trabalho, mas sempre me sinto bem porque os conselheiros são legais, me tratam bem e sempre me dizem que sou linda e que gostariam de ser o diretor e me ter por secretária executiva, assessorando-os. Bom, todo mundo gosta de elogio. Mas é claro que não dou muita trela porque senão as brincadeiras podem se tornar algo que eu não gostaria, mas eu sei contornar bem, não sou grossa com nenhum deles e nunca precisei, levo na esportiva. E eles sempre me respeitam. Até aí tudo bem, e apesar das inúmeras pautas da reunião, eu não tinha me aborrecido. Eis que na saída da reunião, eu cheia de processos na mão, livro de atas e anotações, sou abordada por um dos conselheiros: "Juliana, quando é que você vai entrar numa academia, num spa? A ração tá boa, hein? Você tá engordando!". Fiquei tão passada que nem tive cara para responder. Não por ele me chamar de JulianA, porque muitas pessoas não chamam meu nome corretamente e passei a deixar pra lá, apesar de que gosto de ser chamada pelo meu nome, corretamente, com "e" no final. Mas pela delicadeza dele. Não foi nem por ele me dizer que estou engordando, mas a forma maravilhosa que ele encontrou de me dizer isso. Voltei para minha sala com cara de amélia. Juro que por essa eu não esperava e poderia muito bem passar sem.

*******************

Fim de semana chegando, amanhã estarei em Teresina e vai ter show da Ivete. Acho que eu vou acabar indo, estou precisando desestressar, depois desse dia de cão. E Ivete é Ivete, todo mundo precisa. E vai todo mundo: Gg, Carol, Mayara e até Livia e a irmã, Liana, diretamente de São Luís, irão. Isso fora todos os meus amigos de Teresina que certamente estarão lá, acho que Teresina todinha vai estar lá. É, acho que vou acabar indo mesmo.

Para quebrar um pouco o post down, uma foto minha e de Angela, que trabalha comigo aqui na secretaria da direção. Isso foi hoje de manhã e é para participarmos do mural da Ufpi da Confraternização de Natal, mas é claro que na hora eu não sabia deste detalhe, né?


Beijos, beijos e um ótimo fim de semana!

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Eu escrevo simples


"...eu só escrevo quando eu quero, eu sou uma amadora e faço questão de continuar a ser amadora. Profissional é aquele que tem uma obrigação consigo mesmo de escrever, ou então em relação ao outro. Agora, eu faço questão de não ser profissional, para manter minha liberdade."

(Clarice Lispector)

E eu concordo inteiramente com ela. Não sou profissional e nem quero ser, eu gosto de escrever, mas sobre o que eu quiser. Falar besteiras, clichês, ditados populares, cometer erros de ortografia, assassinar a sintaxe, filosofar de vez em quando, se me der na telha, mas não sempre. Filosofar sempre é cansativo e me entedia profundamente. Gosto de falar sobre o que eu gosto de fazer, do que eu fiz, das pessoas que amo, dos meus segredos e sonhos, dos meus problemas, das minhas saudades, da minha vida. Aqui é um espaço meu, vem aqui quem quer. Se não gostar, não volte mais, para mim é como se nunca tivesse vindo. Se gostar, volte sempre, porque sempre será bem recebido. Aos amigos trago sempre um sorriso no rosto e uma palavra bonita.

Escrever faz bem para quem escreve e para quem lê. É tão maravilhoso escrever algo que alguém vá se identificar, algumas palavras nos tocam profundamente e até pensamos que poderiam ter sido escritas por nós. É mágico. A forma que a pessoa escreve diz muito sobre ela, eu acredito nisso. E cada um tem seu estilo, não adianta tentar copiar o de alguém, bonito mesmo é ser você, mesmo que isso não vá te dar um prêmio.

Sei que nunca conseguirei agradar gregos e troianos, e nem quero. A mim importa a opinião das pessoas queridas, o resto é apenas o resto e aperto "delete". O que escrevo sai do meu coração, algumas pessoas entedem, outras não, mas se eu conseguir tocar uma única pessoa com minhas palavras, já me dou por satisfeita. As palavras me invadem e me tomam, sou apenas o instrumento das minhas próprias idéias, sou um reino governado por elas. E assim me sinto livre.

"Eu escrevo simples. Eu não enfeito". (C.L.)

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

No meu coração sempre cabe mais um

Ela é minha prima de coração, eu adotei mesmo! Amo o jeito doidinho dela de ser, o que nos rende gargalhadas e mais gargalhadas. Sempre. Estar com ela é ter o riso solto na certa. E eu amo muuuuito! Eu a conheci há pouco tempo, mas o carinho que tenho por ela só aumenta a cada dia, adoro estar com ela, cuidar dela... Sim, porque tenho um amor de irmã mais velha por essa menina que tanto confia em mim. Seus segredos, seus sonhos, seus problemas, tudo ela me pede opinião. Espero que sempre tenhamos a oportunidade de conviver, dividindo tantas coisas maravilhosas. O meu desejo é que sempre exista espaço para "nós" em nossas vidas.

Mayara, amo você muito!

Detalhe: Make up by me

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Um selo muito especial


Ganhei esse selinho de alguém muito especial, do meu amor Adriano, do blog Dois corações e uma história!, foi ele mesmo quem fez o nosso selinho e deu só pra mim! Fiquei muuuuuito feliz!

Ele não entendia muito bem essa história de selos, ou para que serviam e depois que eu expliquei, ele colocou na cabeça que também queria um e criou esse muito fofo! Lindo, né? Por isso que eu o amo taaanto!

Repasso para alguns blogs que sei que também dizem "sim ao amor": 

Constância, meu bem
Um certo alguém

Espero que gostem tanto quanto eu!

Beijos, beijos!