segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Um tratado sobre a amizade

Sábado eu estava em casa no tédio com a Gg, ouvindo Víctor e Léo, terminando de ler meu Bridget Jones pela milésima vez e pensando no que escreveria no blog. Pensei em várias coisas, tive até algumas boas idéias, aproveitei primeiro esta, as outras guardei para outras ocasiões. Hoje vou falar de pessoas que amo muito, elas me foram dadas por Deus, são amigas, irmãs de coração.

Primeiro a Carol, ela é nossa tia Carol. Ela é a mais séria de nós, a mais reservada, a mais contida, a mais "tia", por isso o apelido. Não, ela não usa bob's no cabelo e uma camisola de bolinhas, ela é uma tia superfashion, se maqueia como ninguém, tem todas as maquiagens do mundo e me faz rir horrores sempre, com seus comentários sarcásticos e seu humor quase negro. Ela é a gaúcha mais fajuta do mundo, não é loira e nem tem os olhos claros, em vez disso tem lindos cabelos castanhos e olhos quase puxados, tá mais pra japa do que pra polaca. Ela adora praia, caranguejo e ostra, conhece o Piauí e o Maranhão melhor que muitos conterrâneos, dança forró e quando chega no Rio Grande do Sul já se nota o sotaque nordestino, mesmo que ele vá embora na primeira chuveirada. Ela se acha, essa é a verdade, mas o pior é q ela é. É preguiçosa igual a mim e poderia viver de chocolate, embora cozinhe muito bem, quando se dispõe. É a pior chantagista que eu conheço, mas todo mundo sabe que é de mentirinha, a personalidade dela é muito forte. A palavra que melhor a define é segurança.

A Gerusa é a nossa Gg. Não, esse não é o número que ela veste. Mas sim ela come mais do que eu e Carol, embora eu esteja quase do lado dela nesse quesito, mas eu disse apenas "quase". Ela é supergostosa e não tem um pingo de pneuzinho que seja, é toda boa, mesmo não podendo ficar sem comer por mais de três horas. Ela é toda carinho e meiguice, é uma verdadeira companheira. Me espera pra almoçar com ela e dorme do meu lado, às vezes, depois de termos assistido algum filme ou termos ficado conversando até altas horas. Ela adora vestidos, não come carne e conhece todo mundo. O telefone dela não pára e ela sempre atende do mesmo jeito: "Oi, amor" ou "Oi, bebê", exceto, é claro quem não merece essa atenção. Tá sempre disposta pra uma balada e o primeira da fila dela tá ansioso, como ela mesmo diz. Ela é de Cocal e tudo o que conseguiu até aqui foi com muito esforço, mesmo tendo sido considerada má influência e até hoje nós rimos dessa história. A palavra que melhor a define é serenidade.

Nós somos um quarteto, apesar de até aqui o número ser 3. Mas é que existe uma outra pessoa que também faz parte do nosso lar, mesmo não morando efetivamente nele. É a Jaqueline. Ou Jaque, para os íntimos. Ela é a mãe do Gabriel, que ainda nem nasceu, mas já está nas nossas vidas. Ela é um doce, um mimo, uma chata, agora então tudo é pro Gabriel. Ela tem uma das melhores mães do mundo e sempre nos faz inveja. Ela é nossa revendedora Avon preferida e nos leva à falência, mas borra as unhas sempre que pinta de vermelho e eu sempre brigo com ela por isso. Ela não é mais loira, não come besteiras e nem vai mais às festas, por causa do Gabriel. Ela tem uma boca enorme e um sorriso lindo, ela nos contagia com a sua gargalhada, o biquinho dela sempre fica "bicão". Deus sempre esteve com ela e no coração dela, cuidando dela. O minuto em que Ele se distraiu, ela aprontou. Mas vai ver que isso também foi obra d'Ele... Nunca vi menina mais sortuda, nem Gabriel pra ter mais "tios", todo mundo quer ajudar a cuidar. Amigo de verdade a gente conta é pra essas horas. A palavra que melhor a define é carisma.

Quatro vidas unidas pela amizade. Ah, a amizade...

7 comentários:

Gerusa disse...

Ai amiga fiquei emocionada com as suas palavras,mas vc sabe q eh mto especial pra mim...eqfoi Deus q colocou vc no meu caminho...
Te Amooooooooooooooooo

Jaqueline disse...

Obrigada por ter lembrado de mim no seu blog amiga... mas eu não vou nem mentir que fiquei morrendo de ciúmes sobre o que escreveu para a GG e Tia Carol...foi muita coisa, e pra mim um pouquim...tudo bem, que são elas que moram com vc, e que to sendo abandonada... to sensível... e agora me senti sem espaço... sniff...sniff...
Mas independente disso, eu te amo mesmo assim, e sei que a recíproca é verdadeira... bjos meu e do Biel! Te amooo!

Jullyane disse...

Jaque, amiga, não coloque a culpa no Gabriel, sua ciumeeeentinha! Como é que pode, rapaz, a menina nunca tá satisfeita? Ruuummmm! Te amo, mesmo vc sendo chata!!! Kkkkkkkk!

carol disse...

AMEIII!!!Amiga sabe que também te consideramos muito e que vc é especial para topdas nós talvez a pessoa que conseguiu unir pessoas tão diferentes e tão peculiares e que por incrível que pareça que se dão extremamente bem ! amo vc do fundo do meu coração e com certeza amigas para sempre!! bj bj

Bel disse...

Feliz de quem tem amizades como essas!
Parabéns às quatro!!!

Jaqueline disse...

Ta bom! Vou deixar de ciúmes, e dizer que sou muito feliz em tê-las como minhas AMIGAS, são fundamentais!!!
Amooooooo d+!!!

Jullyane disse...

Issoooooooo mesmo! Vc sabe que é nossa buchuda mais linda, né? E que a gente te ama muuuuuuuito mesmo!