sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Simples como amar


Alguém já assistiu esse filme? É muito, muito, muito doce. Daqueles que você não consegue não assistir. Tô aqui morrendo de sono porque fui dormir às três da manhã. Ontem não tive aula [como toda quinta] e aproveitei para terminar meu artigo [viva!], hoje ele está prontinho pra ser impresso e entregue, ufa! Tanta canseira, mas ele está pronto! Hoje e amanhã tenho aula de especialização, morrendo de cansaço e sono, mas pelo menos sem um peso nas costas!

Depois que terminei meu artigo, liguei a tv e fiquei deitada, assistindo o restinho do Programa do Jô. Eu já ia dormir quando o filme começou, mas não consegui parar de ver. O filme conta a história de Carla Tate (Juliette Lewis), que após passar alguns anos em uma escola especial, em que foi "graduada", volta para casa de seus pais em São Francisco. Mas, apesar de ser intelectualmente limitada, Carla planeja morar sozinha, estudar, ter uma vida independente e também se libertar da presença da mãe, Elizabeth Tate (Diane Keaton), que a vigia de forma sufocante. Este desejo de ter seu próprio apartamento é aumentado quando conhece Danny McMann (Giovanni Ribisi), um jovem que como ela é mentalmente "lento", mas mora sozinho e trabalha. Em pouco tempo Carla e Danny estão namorando e já pensam em se casar. 



A história é doce. É simples, é leve, é bela e inocente. É a descoberta do amor por pessoas que merecem amar também, acima de suas limitações. E convenhamos, amar faz bem a qualquer pessoa! Uma das passagens mais bonitas do filme, é quando a mãe está discutindo com Carla sobre o possível casamento com Danny, e demonstra que é contra a união, e Carla diz: "Eu sei amar, mãe!". Simplesmente lindo! E incrível como não admitimos a possibilidade de que todo mundo tem direito de amar! Fica a dica pra quem se interessar...

Beijos, beijos!

11 comentários:

Loira e Morena disse...

Jully vc disse tudo...."qud ha a vonatde, ha o jeito"
Apesar de gostar mto dele..depois disso deu uma bela machucada, entao é tentar esquecer né!!!
Quem sabe conheço alguem mais legal, q nao em veja so como uma bonita e gostosa!!!
Seguirei em frente...espero esquecer tudo isso logo...

Menina, esse filme é lindooo!!!!
Mostra umamor puro, ingenuo, tao bonito né!!!!..queria um desse..sera pedir demais?..rs

Bom fds...aproveite mtoo!!!

Beijocas da Loira

Lary disse...

Oie Jú!
Já assistir este filme, realmente é lindinho...bjos

Loira e Morena disse...

Ahhh, nem sempre é bom um ex morto nao, viu?!? As vezes rola uma vontade de relembrar os velhos tempos...hahaah.. Mas isso só vale para os ex q valeram a pena..hehe
Bom fim de semana!!

Beijaooo da Morena!

Lillian disse...

Bom final de semana Ju!!!!!
Saudades!

Lillian disse...

Quem me dera, amiga! A vontade que eu tenho é essa: jogar tudo pro alto, maaassssss...

Eu soube do show q ele fez em The ontem, me disseram q foi mara! Aí aumentou a vontade de ir hj! rsrsrs

Bjinhos! Bom final de semana...

Carla P.S. disse...

Que lindo! Adoro filmes doces, sobre sentimentos. E meu nome é Carla também, mas ainda sem um Danny. =)

Estás linkada também, aceite mais um capuccino, unhas vermelhas. ;)

Tati disse...

ah, vou anotar na lista dos filmes pra alugar ;)

:*

Ruiva disse...

ah!!! eu vi esse filme tem tempo, mas nao sabia o nome. é mesmo muito lindinho!!!!

Uma Flor de menina disse...

Oi Ju,

Tem uma coisinha pra vc no blog. passa lá.

bjo!

poetriz disse...

Esse filme é ótimo! Adoro!
Amar é tão simples, a gente que complica tudo...

Bjs!

Gerly disse...

Todas as vezes que eu assisto a esse filme, eu me emociono justamente nessa parte que vc escreveu aí, essas palavras dela no auge da briga: "Eu sei amar, mãe!", leva uma (não tão) durona como eu às lágrimas.

Ótimo filme, com uma ótima lição para os cegos e desavisados sobre as possibilidades ilimitadas do amor.

Bjokas!

:o)