segunda-feira, 30 de março de 2009

Formatura de Direito (Werner)

Hoje vou relatar as peripécias da formatura do Werner (enfim!), melhor amigo do meu amor, desde mil novecentos e antigamente, como já dito anteriormente aqui. Acho que os dois são amigos desde uns 5, 6 anos, ou antes, não tenho certeza. Bom, o importante é que faz muuuuito tempo.
A turma original de Adriano e Werner é da UESPI, daqui de Parnaíba, mas no meio do curso, alguns, como Werner, transferiram para Teresina, no Campus Torquarto Neto e outros, como Adriano, transferiram para o Campus Clóvis Moura, em Teresina também. Então, a turma original dele se dividiu em três. A primeira formatura foi a do Werner e Adriano considerou como sua também, então, ficou "trêbado", dançou valsa com Werner, chorou, fez tudo o que ele pôde, porque, óbvio, sabia que eu iria cuidar dele e levá-lo para casa são e salvo no final da festa, afinal aquele bêbado tinha (e tem) dona: eu.
A próxima formatura é da turma de Parnaíba, sábado agora, e é claro, estaremos lá marcando presença. A de Adriano, a última, é em maio e eu nem quero ver quantos fiascos ele vai me aprontar. Hahahaha! Está tudo quase pronto e tenho certeza que vai ser uma festa linda, já estou me preparando, comprando vestidos, bijús e etc, porque eu vou arrasar de madrinha dele no baile. Depois mostro para vocês, prometo!
Encontramos várias pessoas queridas, além da metade de Teresina. Não sei se as formaturas de outros lugares são como as daqui, chiquérrimas, com bandas, buffet, milhares de eventos (descerramento da placa, aula da saudade, missa, culto, colação de grau, baile, além de visitas a Conselhos, OAB, etc, dependendo do curso). Por aqui é muito valorizado esse tipo de evento e é claro, eu adoro, porque não perco a oportunidade de colocar um longo e me sentir linda. Amodepaixão!
Não vou colocar todas as fotos porque algumas são impublicáveis, devido ao estágio de embriaguês/euforia/emoção das pessoas envolvidas. Do final da festa, então, nem se fala! Levei para casa dois bêbados mulambos: Adriano e Bruno. Mereço, né?
Eu e meu amor
Martha e Eduardo
Verônica e Vinícius Vinícius e Adriano (primos)
Vinícius é uma figura, primo de Adriano, advogado também, morava (trabalhava) em São Paulo e voltou para Teresina recentemente, pois quer se dedicar aos estudos e passar em um concurso público. Namora uma moça muito fofa, Verônica. Adoramos sair, conversar com eles, são pessoas maravilhosas.
No sábado pela manhã, fomos comprar roupa para Adriano ir na formatura, como ele é homem, leia-se aqui camisa e gravata. Quando chegamos com uma blusa laranja e um par de gravatas no mesmo tom (uma lisa e a outra estampada), escolhidos por mim, lá veio Vinícius me dizer que a camisa e a gravata eram muitos gays e ficou todo o tempo tirando onda da cor da gravata. Alguém advinha com que gravata ele acabou indo no final das contas? Hahahahaha! Dêem uma olhadinha na foto de novo, para conferir! É claro, eu tirei onda dele também!
Beijo bom! Amiga do peito!Eu e meu índio preferido: Bruno (turma de Parnaíba)Serei eu uma Miss? Kkkk!
A tradicional foto bebendo cerveja/uísque/etcEu e Werner (fim de festa = bêbados não controlam mais as mãos = foto tremida ) Bêbados mulambos (Adriano, Werner e Vinícius)Essa ainda pode! Adriano e Werner
Até o chão e sem largar o copo de morangoroska!
Nos divertimos à beça e com certeza, apesar da gripe que me acompanha até hoje, só teremos maravilhosas lembranças desses momentos. O melhor de tudo? Próximo sábado tem mais!
Beijos, beijos!

sexta-feira, 27 de março de 2009

Miss Piauí 2009

Ontem teve Miss Piauí, transmitido ao vivo pela TV Cidade Verde, e não tem nem como eu deixar de falar de um assunto que tanto me interessa. Sério, gente, eu deveria ter sido miss! Hahahaha! A-d-o-r-o!
Essa coroa maravilhosa é dada a Miss eleita e é inspirada no hino do Piauí. A peça, desenvolvida pela artista Kalina Rameiro, é feita em prata e pesa 70 gramas, tem detalhes com opalas, pedras brancas com pontos coloridos de uma mina de grande importância no Piauí e cristais Swarovski. Os raios de sol no centro da peça são inspirados no trecho do início do hino do estado e as alternâncias de curso do rio que corta o Piauí estão representadas nas laterais da coroa.
Bom, mas voltando ao assunto, a verdade é que eu até comecei a escrever ontem, iria falar de todas as candidatas e tal, mas aconteceu um problema com a conexão da internet e acabou não dando certo postar ontem. Já que o concurso já passou, não vou mais falar de todas as (20) candidatas, até porque ficaria muito cansativo, vou analisar apenas as 8+, hehehehe!
Vou contar uma historinha para vocês. Quando eu tinha quatorze anos, fui "miss" do bairro que eu morava, até fui convidada a concorrer ao Miss Teresina, mas eu era muito novinha na época e não quis. Hoje vejo que foi a decisão mais acertada que tomei, acredito que se eu tivesse entrado nesse mundo as coisas teriam sido diferentes. Não tem como ter certeza, mas prefiro o que é certo, do que investir no duvidoso. Além do mais, tenho senso. Sou bonita sim, me acho mesmo! Afinal de contas, quem deve me amar primeiro sou eu. Mas até que ponto?
Concorrer Miss Piauí, eu até poderia, mas Miss Brasil, Miss Universo? Não, aí já é demais. Precisaria melhorar muito para ser competitiva. Falando em termos práticos, eu sei que existem muitas formas de melhorar o que a natureza nos deu. Não é à toa que o Brasil é um dos recordistas em cirurgia plástica. Mas não é só isso: academias, clínicas de estéticas, spas, cabeleireiros renomados, dentistas e toda uma sorte de profissionais estão ao alcance de quem tem dinheiro e pode fazer de si uma pessoa melhor, pelo menos por fora. Infelizmente, não faço parte desse círculo. E acho que seria investimento demais em algo tão incerto. Não que eu não queira melhorar para mim mesma, toda mulher quer. Mas não para ser Miss, pelo menos, não mais.
A Miss Piauí que entregou o título ontem, Marinna Lima, é linda, inteligente e muito sofisticada. Ela tem uma elegância natural e eu a admiro muito. Acho que ela ganhou o título muito nova, pois é visível o desenvolvimento que ela teve em um ano como miss. No Miss Brasil, percebia-se que ela estava tímida, o que é totalmente compreensível, levando-se em conta que a moça tinha apenas 18 anos e estava no meio de uma carrada de mulheres lindíssimas. Marinna Lima é minha Miss Piauí preferida, ficou entre as 15+ no Miss Brasil, é modelo exclusiva da marca Vizzual e tenho certeza que terá muito sucesso por onde quer que ela resolva investir.
Marinna Lima no Miss Piauí 2008
Marinna Lima em seu último desfile como Miss Piauí
Bom, vamos admitir que todas (ou quase todas) as mulheres adoram concursos de miss, mesmo as que não andam dizendo por aí adoram olhar as candidatas, nem que seja para falar mal das coitadinhas e descobrir os defeitos delas. Não é verdade? É claro que eu já tinha as minhas favoritas: Vanessa Barros - Miss Teresina e Luciana Mendes - Miss Pedro II. Não apenas pelas cidades (a primeira é a que nasci e a segunda é a cidade em que meu pai nasceu e que tenho parentes e também já morei quando criança), mas pela beleza das representantes. Então, vamos lá!?
Vou começar com a representante da cidade de Altos, Layra Vieira, estudante de Nutrição da Faculdade Santo Agostinho, tem 21 anos e está namorando.
Muito bonita, tem charme, elegância e simpatia. Desfilou com desenvoltura, ganhou o 3ª lugar, com 501 pontos.
A Miss Nazária é Andrezza Caroline, tem 19 anos, mora em Teresina, é estudante de Moda na Faculdade Novafapi e está solteira.
Ela tem o cabelo lindo, perfeito mesmo, mas está gordinha e realmente não devia ter concorrido o Miss Piauí.
Luciara Carvalho é Miss Oeiras, está cursando o 3° ano, em Oeiras. Ela está namorando há um ano.
Uma beleza exótica, olhos puxados, marcantes, o corpo mais bonito e a mais alta, mas para um concurso de Miss, que obedece padrões internacionais é exigido outro tipo de beleza.
Luciana Mendes foi a representante da cidade de Pedro II, mas reside em Teresina, é estudante de Contábeis, tem 20 anos e está namorando.
Uma das minhas preferidas, linda, elegante, simpática, fotogênica, um rosto de boneca. O ensaio fotográfico dela na Coluna do Péricles Mendel foi o mais bonito de todos. A fotográfa Kátia Barbosa fez lindas fotos na cidade de Pedro II, inclusive a que mais gostei, uma foto do rosto dela coberto de opalas (pedras preciosas encontradas em abundância na região). Na minha opinião, merecia pelo menos o 2º lugar.
A Miss Piracuruca é Renata Brandão, estudante de pré-vestibular, tem 18 anos, e está namorando.
Bonita, mas uma beleza mais de manequim do que de Miss, fazia umas caras e bocas ao desfilar. Muito parecida com a Miss Piripiri.
Maria Cândido foi a candidata da cidade de Piripiri. Ela tem 18 anos, cursa Enfermagem em faculdade da cidade que representa. Está namorando.
Bonita, mas tem um rosto infantil, não tem porte d
e mulher. Ganhou o 2º lugar, com 519,5 pontos, e o título de Beleza Piauí. Irá representar o estado no Beleza Brasil, que acontecerá em Belo Horizonte, em novembro.
Vanessa Barros foi a candidata de Teresina. Ela tem 22 anos e é estudante de Fisioterapia da Universidade Estadual do Piauí. Vanessa está namorando.
Linda, simpática, tem porte, desenvoltura, elegância e
um sorriso perfeito. Foi eleita a Miss Piauí 2009, com 536,5 pontos. Há 15 anos uma Miss Teresina não ganhava o título estadual e foi muito merecido, na minha opinião.
Cleverlane Barbosa representou a cidade de Valença. A candidata reside em Teresina, tem 18 anos e é estudante. Foi a 2ª colocada no Miss Teresina.
Um corpo bem bonito, mas o rosto não é lá essas coisas. Miss sem rosto bonito não dá, né? Eu não teria incluído nas 8+.
O resultado foi:
Vanessa Barros (Teresina) - 1º lugar Miss Piauí 2009
Maria Cândida (Piripiri) - 2º lugar Beleza Piauí 2009
Layra Vieira (Altos) - 3º lugar
Marinna Lima e Vanessa Barros
E vocês o que acham sobre as misses eleitas?
Beijos, beijos!
Fotos by Coluna Péricles Mendel

quarta-feira, 25 de março de 2009

Amigas reunidas é o que importa

Lulús: Juliana, Fran, Gheysa, Jocele e eu
Já falei delas para vocês aqui . São amigas de coração, pessoas que procuro trazer sempre comigo, por que me fazem bem, me dão a mão, me fazem sorrir sempre, se preocupam comigo mesmo distantes e sei que posso contar com elas.
Fuá na casa da Gheysa é assim: sempre cabe mais um. Então, no sábado à tarde, fomos (eu, Adriano, Renato - meu irmão - e Bruno - meu amigo) convidados a marcar presença na casa da Maguinha. Como há muito tempo eu não via minhas queridas amigas, mesmo muito cansada, com sono e gripe, não pude deixar de ir vê-las. A casa já estava lotada, é claro. Cerveja, uísque, smirnoff ice e churrasco não poderiam faltar. E, é claro, sessão de fotos, coloridas, recheadas de beijos, abraços e beliscões.
Fran, Jocele, Ghe e eu
Conversamos horrores, contamos os últimos babados e as fofocas mais quentes. Mulher reunida é fogo, né? E também foi muito bom rever a tia Margareth e o "seu" Zé Maria (pais da Ghe). A tia, como sempre muito amável e fofa e seu Zé Maria, doido, doido, doido. Ele adora falar umas coisas sem-pé-nem-cabeça e a gente dá toda a corda do mundo. Quando ele já está "mais pra lá do que pra cá", a Gheysa diz: "Papai, vá assistir sua sky!" e todo mundo cai na gargalhada porque já virou um bordão. Ele também adora quando a Jocele toca violão e canta. Eu também a acompanho, mas não tenho esses talentos todos, a Bob é a atração. Ela cantou Zombie para nós no sábado, porque pedi a ela para relembrar o dia da minha formatura. Foi lindo, até me emocionei.

Jocele (Bob) e eu

Um dos babados mais quentes é Fran que está solteira, caindo na bagaceira com a Maguinha. Tenho-muito-medo-disso! Teresina não está preparada para elas! Só pelos poucos babados que eu soube enquanto estava lá, já fiquei de cabelo em pé! Cuidado, Teresina! Hahahaha!
Fran "solteira-na-bagaceira" e eu
Juliana e eu também fofocamos muito, aliás, nós estávamos mesmo precisando. A pessoa está morena, de aparelho nos dentes, e por isso mesmo, magérrima [Igual a mim! Kkkkkk!]. Comprou uma casa e está em vias de se casar, meu Deus, estamos crescendo mesmo, hein? Quando nossas amigas começam a casar, é porque estamos virando gente grande! Saudades demais dessa menina que era minha companheira de Skol Beats no BR Mania, para falar se amores, sonhos e besteiras. Torço muito que ela seja feliz, aliás, todas nós merecemos, não importa se amando, solteiras, casadas, nossa amizade sempre será nosso porto seguro.
Juliana (Impala Tomate) e eu (Risqué Desejo): unhas vermelhas na tendência da moda!
Saudade é uma palavrinha que tem tanto significado. Quando estava lá, perto delas, e pude novamente desfrutar da companhia de minhas amigas é que a falta se fez grande em meu peito. A vida faz a gente se acostumar com as coisas, mesmo as ruins. E, por não poder mais ter o contato de antes, pela distância, fui me acostumando à ausência delas em minha vida. E isso é muito, muito triste. Em momentos como esse é que percebemos a falta que nos faz a presença. Não vou ficar me lamentando, porque, na verdade, a distância também é prova de que nossa amizade é fiel, porque mesmo assim não acaba o amor, o carinho, a saudade. Só é triste a não-convivência, dói no peito essa vontade de estar perto e não poder. Mas tenho que agradecer a Deus a oportunidade de ter encontrado pessoas tão maravilhosas e ser tão amada por elas. Aliás, Deus sempre é bom comigo, só me trás anjos da guarda como amigos.
E ficou marcado [mesmo sem data] a inauguração do novo quarto da Gheysa, antigo estúdio, onde tantas vezes nos embriagamos! Afff, falando assim, parece que só vivíamos de farra... Né? E o melhor é que é verdade. Farreávamos muito e sempre. Ainda bem, porque de bons momentos é que se faz a felicidade. E já está definido! Festa do Pijama: só entram luluzinhas!
Beijos, beijos!

segunda-feira, 23 de março de 2009

Nada bem

Tô dodói, preciso de colo, carinho e cuidados. Já sou carente normalmente, doente, então, viro uma manteiga derretida. Cheguei ontem de Teresina, umas sete horas da noite, só tive coragem de tomar banho, comer uma fruta e capotei na cama. Até passei mal na viagem. Minha pressão caiu e fiquei enjoada, suando frio, com vontade de vomitar, sem ter comido quase nada no almoço. Só fui melhorar na metade do caminho.
Vim trabalhar, mas não páro de espirrar, tossir, fungar, assoar o nariz e todas essas coisas agradáveis que fazemos quando estamos gripados/resfriados. Ah, e para melhorar tudo, ainda estou rouca, é mole? Tô me sentindo péssima. Vontade de ficar em casa, na cama, sem fazer nada por um milhão de anos.
A formatura do Werner foi perfeita, depois coloco as fotos aqui, tô esperando algumas pessoas me mandarem as melhores fotos, para poder contar tudinho para vocês, queridos amigos da blogosfera. O que posso falar sobre isso no momento é que o baile foi um grande catalisador da minha rouquidão atual. Dancei, bebi, comi, revi pessoas queridas, enfim, tudo a que tive direito. Saí de lá às seis e pouco da manhã, carregando um bêbado mulambo, sem camisa, sem terno, que não parava de abraçar o formando. É claro que àquela altura, Werner estava em semelhante estado que o meu namorado. Mas tudo bem, eles merecem, pois são melhores amigos desde mil novecentos e antigamente.
O melhor de tudo foi Adriano dançando valsa com ele (logo após mãe, irmã e namorada), todo mundo riu horrores. Em breve é a formatura de Adriano e com certeza teremos mais fiasco, aguardem as cenas dos próximos capítulos!
Quando passar essa minha vontade de morrer, eu volto aqui e conto tudo, tá? Prometo!
Uma ótima semana a todos, espero que estejam melhor que eu!
Beijos, beijos!

quinta-feira, 19 de março de 2009

Trabalhando...

Há alguns dias atrás aconteceu a colação de grau do Campus Ministro Reis Velloso da UFPI, aqui em Parnaíba, onde eu trabalho. Eu até falei sobre isso num post. A solenidade foi no auditório da Associação Comercial de Parnaíba, pois o do campus está sendo reformado. Eu, particularmente, acho o auditório da ACP muito bonito, pois é antigo, feito de tijolos visíveis, aliás todo o prédio é nesse estilo e eu acho bem charmoso.
Vou colocar algumas fotos aqui para mostrar mais um pouquinho do meu trabalho para vocês. E, é claro, como a solenidade foi linda!
Auditório da ACP

Mesa de honra: professores e autoridades

Reitor da UFPI: Prof. Dr. Luiz de Sousa Santos Júnior

Eu!

Mesmo trabalhando nas solenidades em geral, aqui na Universidade e em algumas faculdades, e talvez por isso mesmo, não me chateio em comparecer às dos outros quando sou convidada. Aliás, até mesmo gosto. Prestigiar as pessoas, suas alegrias e conquistas não tem preço, é um momento único, mas tenho uma mania, quase um TOC, não consigo deixar de prestar atenção ao mestre de cerimônias, assessores e recepcionistas. Fico pensando que poderia ser eu, trabalhando, enquanto todo mundo está lá, muito bem sentado, só reclamando que está demorando demais, que o Reitor não se contenta em falar apenas 15 minutos e etc.
Depois que comecei a trabalhar com solenidades, passei a ter um respeito especial pelas pessoas que fazem as coisas acontecerem, pois elas trabalham muito para que esteja tudo organizado. Vocês já imaginaram o trabalho que dá organizar uma formatura? Tudo seria bem melhor se as pessoas tivessem respeito pelos profissionais, que realizam o seu trabalho com empenho, e entendessem que todo mundo está sujeito a imprevistos e o que importa é resolver o problema da melhor forma possível. Isso não quer dizer que ficará perfeito, mas que o profissional fez o melhor que pôde, dada a situação.
Respeito, passe adiante.
Digo isso, porque já passei por várias situações em que as pessoas (formandos, família, etc) me culparam por fatos alheios a minha vontade e apesar do meu esforço para contornar a situação, nada pareceu ser suficiente. E muitas vezes eram coisas tão supérfluas, que nem valiam a pena. Tá, eu sei que vocês devem estar achando que é o dia da formatura da pessoa e que é para ser tudo perfeito, né? Mas simplesmente as coisas não dependem de mim e acontecem. O que a pessoa vai preferir fazer? Chorar, gritar, ficar se lamentando ou relevar e curtir? Deixar para lá um detalhe que ninguém nem percebeu ou fazer de uma festa linda um desastre total?
"A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos."
(Charles Chaplin)
Beijos, beijos!

terça-feira, 17 de março de 2009

Formatura de Administração (Lídia)

O fim de semana que passei em Teresina rendeu festa, é claro. E como já contei aqui, as formaturas esse ano vão bombar. A que fui na sexta passada foi de Administração, de uma amiga muito querida de Adriano, a Lídia. Ela é super fofa, casada há pouco tempo (fomos no casamento dela também!) e tem um filhinho lindo de 3 meses, o Lucas.
Adorei a festa, tudo muito bonito, e o melhor, não estava tão lotado, como costumam ser os bailes de formatura em Teresina. Também aproveitei bastante, bebi uísque e comi uns salgadinhos deliciosos, além de brigadeiros que não comia há 1 mês e meio! Afinal de contas, emagreci quase 5 kg e posso me permitir aproveitar as festas, como já estava dentro dos meus planos. É claro que já estou de novo dentro da dieta, quero emagrecer mais uns quilinhos. Hehehe!
Adorei a plaquinha de identificação da mesa dela, pois as fotos foram tiradas quando ela ainda estava grávida (inclusive as do convite) e ficou tão meigo, que não aguentei e tirei foto pra guardar de lembrança! Lá encontramos muitas pessoas, amigos de Adriano de longa data, que estudaram com ele no pré-vestibular, mas continuam amigos e se consideram demais. Eu já os conhecia de outras ocasiões e foi um prazer revê-los.
Ayla e eu
O casal Lídia e Gerardo
Também reencontrei pessoas que nem imaginava, pessoas queridas que há tempos eu não via. Uma delas foi Cátia, uma amiga que era minha colega de trabalho, da época que estagiei no CEFET e é muito fofa e querida, sempre sorridente e alto-astral. Adoro demais!
Cátia e eu

Outra grata surpresa foi reencontrar Rafael, que conheci na época em que estava na faculdade de Secretariado Executivo. Nós tínhamos muita afinidade e conversávamos sobre tudo, trocavámos muitas idéias e eu adorava a companhia dele, porque ele tem coisas boas a acrescentar, sejam opiniões ou atitudes, é uma dessas pessoas que fazem a diferença. E também descobri que ele está trabalhando na UFPI de Teresina! Passou no útimo concurso e está no DRH, cuidado da folha de pagamento. Ou seja, somos colegas de trabalho e eu não sabia! Óbvio, que eu pedi a ele, encarecidamente, que depositasse um extra no meu contracheque desse mês! Kkkkk!
Rafael e eu
E, é claro, para completar a noite, tem a pagação de mico, né? Não podíamos sair ilesos! Hahaha! Mas eu sou igual criança, adoooooro!

Lindo, né?

No fim de semana tem mais!
Vamos a mais uma formatura, dessa vez do melhor amigo de Adriano. Ele está se formando em Direito e não poderíamos deixar de prestigiá-lo. Depois eu conto, tá? Prometo!
Beijos, beijos!