terça-feira, 28 de abril de 2009

Que livro você é?

Vi no blog da Jady esse teste para saber que livro nacional eu seria. Curiosa como sempre, não poderia deixar passar essa oportunidade de saber em que estilo literário eu estaria enquadrada. Adorei a resposta, tudo a ver comigo e com meu estilo mulherzinha de ser.
Doidas e santas, de Martha Medeiros

"Moderninha e solteira, ou radiante de véu e grinalda? Eis a questão da jovem (ou nem tão jovem) mulher profissional, cosmopolita e, apesar de tudo, muito romântica. Eis a sua questão! Confesse: quantas horas semanais você gasta conversando sobre encontros e desencontros sentimentais com as suas amigas? Aliás, conversando não. Analisando, destrinchando... Mas isso não quer dizer que você só questione a existência de príncipe encantado, não. A vida adulta hoje não está fácil para ninguém, como bem mostram as 100 crônicas de 'Doidas e Santas' (2008), que retratam os sabores e dissabores da vida sentimental e prática nas grandes cidades."

Adoro Martha Medeiros, o estilo que ela escreve é simples e moderno. Ela fala de aventuras e desventuras da mulher atual, às vezes com ironia, às vezes com bom humor, mas sempre falando do universo feminino tão fielmente, que sinto como se fosse algo que eu mesma tivesse escrito, como se fosse uma idéia tão minha que me impressiono de não ser.

Um trecho de uma das crônicas:

"Estou no começo do meu desespero e só vejo dois caminhos: ou viro doida ou santa". São versos de Adélia Prado, retirados do poema A Serenata. Narra a inquietude de uma mulher que imagina que mais cedo o ou mais tarde um homem virá arrebatá-la, logo ela que está envelhecendo e está tomada pela indecisão - não sabe como receber um novo amor não dispondo mais de juventude. E encerra: "De que modo vou abrir a janela, se não for doida? Como a fecharei, se não for santa?".

Adélia é uma poeta danada de boa. E perspicaz. Como pode uma mulher buscar uma definição exata para si mesma estando em plena meia-idade, depois de já ter trilhado uma longa estrada onde encontrou alegrias e desilusões, e tendo ainda mais estrada pela frente? Se ela tiver coragem de passar por mais alegrias e desilusões - e a gente sabe como as desilusões devastam - terá que ser meio doida. Se preferir se abster de emoções fortes e apaziguar seu coração, então a santidade é a opção. Eu nem preciso dizer o que penso sobre isso, preciso?
Mas vamos lá. Pra começo de conversa, não acredito que haja uma única mulher no mundo que seja santa. Os marmanjos devem estar de cabelo em pé: como assim, e a minha mãe???
Nem ela, caríssimos, nem ela.
Existe mulher cansada, que é outra coisa. Ela deu tanto azar em suas relações que desanimou. Ela ficou tão sem dinheiro de uns tempos pra cá que deixou de ter vaidade. Ela perdeu tanto a fé em dias melhores que passou a se contentar com dias medíocres. Guardou sua loucura em alguma gaveta e nem lembra mais.
Santa mesmo, só Nossa Senhora, mas cá entre nós, não é uma doideira o modo como ela engravidou? (não se escandalize, não me mande e-mails, estou brin-can-do).
Toda mulher é doida. Impossível não ser. A gente nasce com um dispositivo interno que nos informa desde cedo que, sem amor, a vida não vale a pena ser vivida, e dá-lhe usar nosso poder de sedução para encontrar "the big one", aquele que será inteligente, másculo, se importará com nossos sentimentos e não nos deixará na mão jamais. Uma tarefa que dá para ocupar uma vida, não é mesmo? Mas além disso temos que ser independentes, bonitas, ter filhos e fingir de vez em quando que somos santas, ajuizadas, responsáveis, e que nunca, mas nunca, pensaremos em jogar tudo pro alto e embarcar num navio-pirata comandado pelo Johnny Depp, ou então virar uma cafetina, sei lá, diga aí uma fantasia secreta, sua imaginação deve ser melhor que a minha.
Eu só conheço mulher louca. Pense em qualquer uma que você conhece e me diga se ela não tem ao menos três dessas qualificações: exagerada, dramática, verborrágica, maníaca, fantasiosa, apaixonada, delirante. Pois então. Também é louca. E fascina a todos.
Todas as mulheres estão dispostas a abrir a janela, não importa a idade que tenham. Nossa insanidade tem nome: chama-se Vontade de Viver até a Última Gota. Só as cansadas é que se recusam a levantar da cadeira para ver quem está chamando lá fora. E santa, fica combinado, não existe. Uma mulher que só reze, que tenha desistido dos prazeres da inquietude, que não deseje mais nada? Você vai concordar comigo: só sendo louca de pedra.

(Martha Medeiros)

Eu já gostava da Martha Medeiros há tempos, agora então!
E você? Que livro é?

Beijos, beijos!

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Formatura de Matemática (Ítallo)


Me emocionei tanto com a formatura do meu irmão! Foi tão linda a solenidade, o auditório bem bonito, novo, espaçoso, bem decorado, com lugares para todos, acústica e ar-condicionado funcionando perfeitamente. Adorei! Acho que a maioria das pessoas não reparou nessas coisas, mas o meu olhar profissional não deixa escapar certos detalhes. A cerimônia foi bem rápida, mais simples do que as que costumo trabalhar, mas também as formaturas em que trabalho geralmente são de vários cursos, nunca menos de 60/80 formandos. Gente demais! Uma vez tivemos 115 formandos e foi terrível, não tinha auditório na cidade que comportasse tantos convidados, o ar-condicionado deu defeito, as pessoas me xingavam, mas isso não é assunto para agora, né? ;)
Cheguei em Teresina na segunda à noite e saí arrumando todo mundo, porque o povo da minha casa definitivamente não vive sem euzinha aqui. Renato não tinha camisa social e Ítallo nem camisa, nem sapato. Lá fomos nós comprar tudo. Mamãe queria ir muito simples e, como ela iria entrar com Ítallo, junto com papai, fui encontrar outra roupa para ela vestir, porque minha mãe além de linda é chiquérrima, né, gente? Ela não queria ir com o vestido lindo que ofereci a ela, só concordou mesmo no dia seguinte, quando as tias chegaram e acharam tudo lindo. Aliás,quando as tias chegaram, lá fui arrumá-las também, unhas, vestidos, etc.
Nesse dia escolhemos o anel do meu irmão, muito carinhosamente dado por mim, lindo mesmo, e sei que ele adorou. Adriano também comprou o dele. Foi uma festa escolher os anéis.
No dia da colação de grau, não parei quieta. Rodei o centro todo com mamãe, escolhendo os tecidos dos vestidos para a formatura de Adriano, que é em maio. Eu já tinha escolhido os modelos e conversado com as costureiras, acho que irão ficar lindos! Além disso, também fui com papai e mamãe resolver sobre o jantar que queríamos oferecer aos convidados depois da cerimônia, já que não teria festa de formatura. O restaurante que escolhemos foi um muito aconchegante que já conhecíamos, que serve pratos deliciosos. Martha fez o jantar da formatura dela lá também, então resolvemos pelo Prediletum mesmo. E foi ótimo! Tudo lindo e muito saboroso!
Quase chegamos atrasados à colação. Ítallo já estava lá há algum tempo pois era o formando, mas além da chuva terrível que desabou, ainda tive que maquiar mamãe, tia Ester e eu. No final, deu tudo certo...
Vááárias fotos lindas, a grande maioria tiradas por mim, pois eu fui a pentelha fotógrafa! Notando-se bem que não fui jamais uma fotógrafa pentelha, mas aquela pentelhinha que quer fotografar tudo e fica lá na frente, hahahaha! Mas gente, me entendem, era meu maninho se formando, eu não podia perder nenhum flash. Tô escolhendo aqui as melhores, porque tem muitas da nossa família, parentada, amigos, etc. Vejamos...
Os padrinhos entrando com o formando Turma Matemática UESPI 2008.2 Ítallo todo feliz! Mamãe e papai

Essa foto é histórica, merece muitos comentários. Nem na minha formatura teve assim. Meus pais são separados desde mil novecentos e antigamente (1993, eu acho...), eles se tratam civilizadamente, conversam quando necessário, frequentam a casa um do outro, até mesmo viajam juntos quando vêm me ver. Mas foto só dos dois, sentadinhos um lado do outro é demais, né? Eles só tiram fotos juntos quando é a "da família". Adorei, tirei várias, só pra constar!

Ítallo e Pessoa

Gente, tenho que falar, esse rapaz que está na foto com meu irmão e que também se formou com ele, é candidato ao Bola Murcha do Fantástico! Quer dizer, ele já foi o Bola Murcha do mês de fevereiro, agora tá concorrendo ao Bola Murcha do ano! Então, já sabem, votem no rapaz para ele ganhar o Bola Murcha, tá? Kkkkk!
Família feliz! Papai e eu Mamãe toda linda e eu Irmãos queridos! Ele e nósJura que ele tá sorrindo na foto? MILAGRE!
Layanne (minha prima) e euMuito feliz!Nada como um pretinho básico, né?
Daqui uns dois anos tem mais, pois ele se forma em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Esse menino tem muita paciência e inteligência, se fosse eu ficava doida e não formava em nenhum, haja vista minha frágil ligação com a matemática e afins. Ainda bem que nem todo mundo tem a minha habilidade com cálculo, né? A matemática que eu consigo aprender da Administração é a Financeira, Estatística passei raspando. Só estudando muito eu consigo compreender números e fórmulas, e mesmo assim, debilmente. O que me envolve e fascina são as letras.
Muito orgulho de você, meu irmão! Que você tenha sucesso em tudo o que você decidir fazer, porque garra e competência eu sei que você tem demais!

Beijos, beijos!

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Palavras de um futuro bom

Um e-mail desses logo cedinho é para animar qualquer dia...
"Bom dia, amor da minha vida. Hoje me deu uma vontade muito grande de escrever para você e dizer o quanto você é especial na minha vida. Não faz 24 horas que nos separamos, mas tenho a impressão de ter sido há mais de semana. Quando estou com você o tempo deveria parar e quando estou distante, ele deveria correr. Pena que na realidade acontece ao contrário, quando estou com você tudo se torna tão maravilhoso que a felicidade me faz esquecer de contar o tempo e quando percebo, muito tempo já passou. Quando estamos distante, ao invés do tempo passar rápido, ele passa com uma velocidade de lesma, pois passo a contar segundo a segundo para um novo momento de estar novamente ao seu lado. Mas o tempo é assim mesmo, não podemos controlá-lo, podemos sim, usá-lo de forma mais racional que o nosso amor irracional (e emocional) tenta fazer. Mais um ciclo está a se fechar em minha vida e agradeço a Deus e a todos que contribuíram para que eu chegasse aqui e poder ir mais a diante, mas quero agradecer a Deus, por ter me dado a dádiva de poder passar por outros ciclos ao seu lado no futuro, já que você será a minha eterna mulher. Sinto a sua falta, sinto saudade, queria poder sentir e não sofrer com isso, mas pensemos que um futuro bom nos espera. Te amo, Vida, e espero que você tenha um ótimo dia.
Adriano"
A saudade é mesmo grande, é triste a vida de chegadas e partidas, ir sem poder ficar, ficar querendo partir. Não reclamo de morar em Parnaíba, gosto muito da cidade, a vida aqui é bem mais tranquila, também tem diversão, claro que não como em Teresina, mas prefiro ver o lado positivo das coisas, como uma boa Poliana. Tenho o melhor e o pior das duas cidades. Lá, família, amigos, namorado e diversão. Aqui, trabalho, praias, mais amigos e tranquilidade.
Saudade é uma palavra comum no meu cotidiano, vivo com ela. Adriano é minha saudade dolorida, que não esqueço um segundo. Saudades de amigos e família é ruim, mas de um companheiro é pior. Não somos casados, mas temos mania de ser, mesmo que não no papel.
O que podemos fazer realmente é ter fé em um futuro melhor, juntos.
"Preciso tanto aproveitar você, olhar teus olhos, beijar tua boca, ouvir palavras de um futuro bom. Preciso tanto aproveitar você, olhar teus olhos, beijar tua boca, dizer palavras de um futuro bom."
(Palavras de um futuro bom - Jota Quest)
Fé e amor aqui tem demais.

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Cansada

Não sei que outra palavra poderia definir meu estado físico e mental. Muito trabalho. Trabalho demais. Muitas reuniões, muitos processos, muita papelada se acumulando na minha mesa. E aulas. Todos os dias. Às vezes no fim de semana. Minha cabeça não processa tudo, sinto que estou em falta. Com meu trabalho, com minhas aulas, com meu diário virtual. A inspiração me abandonou. Também, quem não abandonaria? Quem é criativo na exaustão?

Não reclamo do trabalho. Graças a Deus tenho um trabalho que paga minhas contas. Em tempos de crise é bom ter um trabalho que me paga bem e ninguém vai me tomar. Não reclamo das aulas. Elas são tijolinhos na busca por um futuro melhor, tanto a faculdade quanto a pós.
Reclamo mesmo é da falta de tempo. Sinto que os dias e os meses escorrem entre minhas mãos. Estamos praticamente em maio. Em um mês é formatura de Adriano e falta tanta coisa ainda para eu fazer até lá. Minha agenda até o fim do mês está lotada. Estou indo para Teresina hoje à noite, o meu feriado não será de descanso. Viajo 340 km para prestigiar a colação de grau do meu irmão Ítallo, na quarta. Volto quinta pela manhã [mais 340 km] e chego aqui meio dia. À tarde muito trabalho me espera. Reunião do Conselho na quinta de manhã que não poderei secretariar. O chefe está meio de cara feia para este fato. Ainda nem conversei com ele sobre as faltas para formatura de Adriano, estou escolhendo um momento mais propício. Artigo da pós para entregar na semana que vem. Ainda não comecei, nem defini o tema.
Alguém me salva de mim mesma?
Queria escrever mais, tenho muitas coisas a dizer, mas muito se perde no meio do caminho. Aliás, é atropelado no meio do congestionamento. Queria ler mais, isso me estimula. Adoro ler idéias novas, saber a opinião de pessoas tão diferentes de mim, que moram em lugares distantes e convivem com realidades inusitadas. A diferença é o que nos torna interessantes. Minha ausência do blogworld não traduz desinteresse. É o caos cotidiano que me impede.
Ser adulto é tão difícil, às vezes queria voltar para debaixo das asas da minha mãe.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Coisas para fazer antes dos 30

Apaixonar-se
Ok!
Ter acabado um namoro
Fui eu que acabei todos os namoros que tive até hoje.
Sair com um homem de quem não gosta nada
Já saí com um cara só para fazer ciúmes no ex, mas eu gostava um pouquinho dele, era meu colega, mas não para algo mais.
Apaixonar-se por alguém que não vale a pena
O ex... Bleh!
Ter um amor platônico
Vááários, quando era mais nova!
Ficar com 3 na mesma noite
Carnaval! \o/
Tomar um porre
Yeah! Vááários também!
Apaixonar-se pelo seu melhor amigo
Não, não, obrigada! Já me apaixonei por um amigo e foi ruim o bastante.
Perder a sua melhor amiga… para encontrar uma ainda melhor
É verdade, minha melhor amiga da infância - uma prima - foi substituída pela atual. A prima me fez muitas coisas ruins, hoje nem nos falamos mais.
Fumar um cigarro… e dizer que não gosta e nunca mais quer repetir
Não sei bem se fumei, mas até tentei, fiquei com um gosto horrível na boca e tossi o resto da noite. Péssimo, não quero nunca mais.
Mudar de penteado… e odiar o resultado!
Fiz uma escova definitiva nos cabelos, eles só davam certo quando estavam escovados, porque naturais nem ficavam lisos e nem cacheavam. Uó! Depois disso, meus cabelos nunca mais foram os mesmos.
Beber uma garrafa de tequila
Bebi duas doses de tequila e fiquei cambaleante, se beber uma garrafa toda, volto para casa carregada!
Encontrar com alguém da net
Já, já. Não foi legal. Mas já fiz amigos de verdade, do peito mesmo, por carta. Pessoas que guardo até hoje, que converso sempre, que estão do meu lado nos maus momentos, que sinto falta, que amo muuuuito. Michelle é o melhor exemplo disso.
Fazer uma tattoo
Já quis muito. Hoje, penso seriamente em fazer uma quando me casar com Adriano. Também penso tatuar "made in piauí" no pé, acho que ficaria legal. O medo é da agulha. Uuuui!
Subir em um palco e dançar loucamente
É, né... Já!
Fugir de casa
Só aquelas fugidas fajutas de quando a gente é criança, fica uma hora escondido, a uma quadra de casa, imaginando como todo mundo vai sofrer se você nunca mais voltar.
Pular de bumg jump
Pra que, hein? Tô muito bem pertinho do chão.
Matar aula pra ir pro boteco
Claro, né, gente? Afinal, duas faculdades nas costas, se eu nunca tivesse matado aula para beber... De que tinha valido meu diploma? =]
Passear sem calcinha
Não... Ainda!
Fingir ser estrangeiro e falar um idioma que não existe
Claro, é muito divertido! O melhor são as pessoas te olhando, sem entender e sem saber se você é gringo ou tá de gozação. Rende gargalhadas!
Ficar com alguém 10 anos mais velho que você
Até mais do que isso, 12 anos, serve?
Sair de casa na sexta à noite e voltar na segunda de manhã
Não... Mas, quero! Já moro sozinha há quase 3 anos, não vai ser problema nenhum.
Dormir com a roupa que saiu, depois de um porre
Já cheguei em casa sem nem saber como cheguei, como é que eu ia me importar em tomar banho, mudar de roupa?
Ir a praia de nudismo
Não, não. Com certeza nunca farei isso.
Ficar com seu professor
Só o mais gato da faculdade. Ele sempre vai ser alguém especial para mim.
Roubar o namorado de alguém
Eu não roubei. Mas quando conheci Adriano, ele estava saindo de um relacionamento de muito tempo. A ex dele ainda pensa que o relacionamento deles acabou por minha culpa, mas eu entendo, pois ela sofreu muito com o término, e mesmo que o relacionamento deles já estivesse desgastado, é mais fácil para ela acreditar que fui eu quem destruiu tudo. Adriano costuma dizer que ninguém rouba ninguém, que um relacionamento termina e outro começa, porque essa "troca" é muito perigosa, porque quem tá trocando não tem certeza do que quer.
Ir para escola bêbada
Já fui para muitas aulas de ressaca. Quando estudava ensino médio, não bebia muito, só saía de vez em quando. E na faculdade eu estudava à tarde e à noite, se estivesse bêbada continuava a bebedeira, nem ia na aula. Hehe.
Pintar o cabelo de uma cor absurda
O máximo que vou ser na minha vida é loira e talvez ruiva. Já passei da fase de querer fazer mechas azuis no cabelo e ainda bem que minha mãe nunca aprovou.
Ir parar na delegacia
Serve só para acompanhar alguém ou prestar ocorrência de roubo e perda de documentos?
Beber até ter amnésia alcoólica
Siiiimmmm. Prefiro não comentar.
Ter um diário secreto
Sim, mas prefiro ter um diário público, como aqui.
Assaltar uma loja
Já peguei balinha e chocolate no Hiper, vale? Ai, gente, todo mundo na vida in the world já levou para casa uma coisinha ou outra sem pagar.
Pegar carona com desconhecido
De vez em quando eu, Jaque e Gg pegamos carona com alunos desconhecidos para ir para faculdade, já que estudamos praticamente em Luís Correia, a faculdade é em uma BR, não tem transporte decente para lá e é terrível para ir se você está sem carro.
Ir pra balada de ônibus
Várias vezes. Mas faz tempo, hoje não teria todo esse pique, preguiça na certa.
Passar no mestrado
Daqui uns dois ou três anos isso estará no topo das minhas prioridades. Logo que terminar a faculdade de Administração, irei atrás de seleções.
Voltar pro inglês (e espanhol)
Só não tenho tempo, mas a vontade não me falta, também está na lista das prioridades assim que possível.
Escrever um artigo
Estou indo para o segundo da pós, e tem mais um até o final do curso.
Entrar numa academia
Próximo mês (ou assim que desafogar das contas com a formatura de Adriano)
Conhecer as cidades históricas de Minas Gerais
As cidades históricas e as belezas de Minas: Michelle e Patrícia!
Mergulhar em Fernando de Noronha
Não posso deixar de viver isso!
Conhecer o Rio Grande do Sul
Tá fácil, tenho uma amiga gaúcha, tchê!
Passar mais tempo com o meu afilhado
Quase não o vejo, tadinho. A correria quando vou em Teresina é terrível, há tempos planejo levá-lo para tomar banho de piscina, até mesmo dei uma sunguinha do Homem-Aranha de presente para ele e nunca deu certo levá-lo para a casa de Adriano.
Casar
Os planos são para daqui uns dois ou três anos, com Adriano, óbvio.
Ter filhos
Um ou dois anos depois do casamento (pelo menos esses são os planos!).
Brincar de "todo mundo beija todo mundo"
Com selinho, vale? Hehehe.
Comprar 5 sapatos em 1 dia
Meu sonho de consumo, cheguei a comprar 3 sapatos de uma vez, mas 5 deve ser o apogeu da felicidade!
Se jogar de roupa na piscina
me jogaram de roupa na piscina. Várias vezes, aliás.
Viajar de ônibus para longe
Vou para Teresina de ônibus, na maioria das vezes, são 340 km, serve? Já fui de Teresina-PI para Sorocaba-SP de ônibus, quando era criança. Terrível.
Aprender a dizer não
Já melhorei muito, mas ainda não aprendi o suficiente.
***************
Achei essa listinha fuçando por aí, e olha que eu remexo um monte nessa internet de meu deus. Quem quiser fazer a sua também, fique à vontade!
Beijos, beijos!

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Semana Santa em família

Adorei o feriado da Semana Santa, meus pais e meus irmãos vieram para Parnaíba, ficar comigo e nos divertimos muito! Adriano já estava aqui desde a formatura do sábado passado, então foi uma festa mesmo. Fomos à praia mesmo com o tempo fechado, mas o sol resolveu dar o ar da graça de vez em quando, deu até pra tirar a brancura anêmica que estava me dominando e colocar uma corzinha na minha pele. Êba!
A primeira praia que fomos foi Atalaia, que é a mais perto e nós queríamos mesmo era pegar o solzinho que ainda restava da quinta-feira.
Mamãe e eu na praia de Atalaia
Na sexta-feira, resolvemos ir para a praia de Barra Grande, que é bem distante, cerca de 60 km de Parnaíba, na divisa do Piauí com o Ceará, uma das praias mais lindas do mundo, eu garanto! Só teve um porém, esquecemos que era "sexta-feira santa" e no interior isso é muito respeitado, as pessoas não vão trabalhar, jejuam, não bebem, não vão à festas e até mesmo nem varrem a própria casa. É sério, juropordeus! É crendice popular, superstição, etc, mas no interior funciona. Ficamos num barzinho que não estava atendendo a contento, mas como não tínhamos opções, o jeito foi relaxar assim mesmo.


Praia de Barra Grande: naturalmente linda!Amor e euUma cervejinha para relaxar (Não sou supersticiosa!)
E na volta para casa... Um cenário digno de admiração!

"Além do horizonte existe um lugar, tão lindo e tranquilo, pra gente se amar..."

No sábado, fomos para a praia de Maramar, linda demais, a preferida de papai, um mar lindo, calmo, ótimo para tomar deliciosos banhos. Como diria mamãe: perfeito!

Morena demais!Meu irmão Renato e eu
Papai: o amor da minha vida!Meu irmão Ítallo e eu: palhaço!Oh neném lindo!
Na noite de sábado, meu irmãos resolveram aproveitar a night parnaibana e caíram na folia, eu e papai os acompanhamos à Chopperia, mas fomos embora cedo. Afinal, já estamos ficando velhos... Kkkkk! Meus maninhos terminaram a noite na Boate Trilhus, com amigos.

Maninhos na Chopperia

O domingo foi de tempo fechado e praia com sereno, mas nós também estávamos naquele clima de saudades. Tão pouco tempo, já acabou o feriado! É uma pena que as coisas boas durem tão pouco...

Atalaia Beach
E não é que a dieta deu certo?
Vento, mar, praia... Só faltou o sol!

Quase 7 kg a menos fazem muita diferença! Balofinha que eu estava em janeiro, fiquei toda toda, passeando de bíquini, feliz da vida. Essa semana retomo o regime, quero enxugar mais 4 kg e ficar do jeitinho que eu imagino, entrar na academia e realizar o projeto "barriga tanquinho 2009". Torçam por mim!
Já estou com saudades da minha família, eles foram embora ontem, debaixo de muita chuva, parando várias vezes na estrada por não ter condições de dirigir e só chegaram em Teresina por volta das 20:00 horas, no meio de um engarrafamento terrível. Feriado tem dessas coisas, né? O bom é que meu amor ficou me consolando, pois ele só vai embora amanhã de manhã.
Semana que vem terei que ir lá, é formatura do meu mano mais velho, Ítallo, não vai ter festa, mas o que importa mesmo é vê-lo formado, tão novo, tão responsável e num curso que poucos conseguem concluir: matemática. Muito sucesso para você, maninho!
E vocês, como foram de feriado? Aproveitaram muito? Espero que sim!
Beijos, beijos!

terça-feira, 7 de abril de 2009

Formatura de Direito (Bruno/Daniel/Diego/Samuel)

Mais uma formatura! A-D-O-R-O!
Para eu conseguir me arrumar foi uma maratona, já que tive aula na pós o dia todo e eu assino toda a minha produção, do cabelo às unhas! Quando estou em Teresina, gosto de ir no salão e fazer o cabelo, mas aqui em Parnaíba, prefiro eu mesma escová-los. O make up sempre sou eu que faço, não vou dizer que sou expert, mas dá pro gasto. Adoro maquiagem preta, até porque tenho olhos grandes e realça muito, fica lindo! As unhas também são obras minhas e as fiz no intervalo de meio dia às duas da tarde. Não pintei de vermelho, fiz "francesinha", para ficar mais delicada, já que elas estão curtas.
A temática da festa: Índias! Com direito a decoração indiana, apresentações na abertura, velas aromáticas por todos os cantos! Estavam distribuindo "terceiro olho" para os convidados logo que chegavam, então quase todo mundo estava com o adereço, entrando no clima da festa, é claro!
Nos divertimos muuuuuito, dançamos a festa inteira, comemos (salgadinhos, canapés, sushi! huuummm!), bebemos muito uísque com red bull... Como estava fazendo muito calor (e a gente dançando até o chão) os cabelos logo estavam molhados e desfeitos. Admito que só fomos embora, por volta das sete horas da manhã, porque já estavam recolhendo todas as coisas e só tinha a nossa galera. Mas quem disse que fomos para casa? Not, not! Ficamos na casa de um dos formandos, bebendo cerveja e tomando banho de piscina até... meio dia!
É claro que não poderia deixar de registrar os melhores momentos com muitas fotos!

Onde estão minhas unhas vermelhas?
Adriano (modelo) e euA turma: Sandra, Jordache, Adriano, eu, Jaque, Gg e WernerGg, Diego e euEu, Daniiiii, Jaque e GgBruno Pataxa - o índio do meu coração!Gg, eu e o índio mais gostoso de ParnaíbaSamuel e euAdriano, Werner e Jordache Werner e euAmooo make up preto/prata!Jaque linda e euGg gostosa e euA.M.I.G.A.S A foto mais tradicional com o copo de uísqueModelos?!Raisa, eu e meu amor
Paulinha e eu
Adorei a festa, a próxima agora só a de Adriano, mês que vem! Cobertura completa, só aqui mesmo! Hahahaha!

Beijos, beijos!