quarta-feira, 27 de maio de 2009

Expectativa [parte 2]

Viajo hoje, daqui a pouco. Estou feliz, assim, transbordando de ansiedade, com um nó no estômago, como criança quando ganha um brinquedo novo, tentando me conter para não sair dando pulinhos de alegria por aí. Vou rever amigos, brindar, dançar, me emocionar. E sei que mais do que tudo, vou ficar feliz por poder participar de um momento tão especial.
Também fico feliz em poder dividir momentos da minha vida com vocês, que fazem deste espaço tão meu, uma alegria gratuita. Ainda não tenho um ano de blog, mas sei que essa coisa boa que é falar do que eu sentir vontade em um lugar em que as pessoas gostam de me ouvir dizer é algo que eu não estou disposta a abrir mão.
Vou tentar publicar algumas fotos dos eventos antes do baile, que será no sábado. Porque, como citou um professor na última Reunião do Conselho: “nada se compara ao sabor do pão partilhado”. E minha alegria é poder dividir estes momentos com vocês.
Beijos, beijos!

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Expectativa [parte 1]

Até que enfim esta é a semana de formatura de Adriano. Quantos planos fizemos para estes dias, e eles, enfim, chegaram. Nem acredito. Quando estávamos só planejando, buscando, parecia tão longe, como se nunca fosse chegar. E chegou, e é agora. Me dá orgulho, me dá prazer, me faz dar gritinhos de alegria. Nós quisemos tanto esta festa, nós construímos cada pedacinho dela.
Hoje começam as festividades. Enquanto escrevo este post, meu amor deve estar vendo a placa da turma sendo descerrada na UESPI. Deve estar muito emocionado também, que eu o conheço, é um manteiga derretida. Aliás, somos. Mais tarde tem a aula da saudade da turma, e ele vai fantasiado de Imperador Romano. Eu queria tanto vê-lo assim! Vou ver as fotos, é claro, mas nada comparado com o ao vivo.
Amanhã ele vai visitar a OAB, é o orador. Como ele me disse que sei escolher melhor as palavras que ele, fiz um discurso lindo para a ocasião, com muito carinho mesmo, e espero que seja aplaudido, porque infelizmente não poderei vê-lo discursar. Tenho trabalho, não posso faltar.Mas deixo aqui, a parte final do texto, que mais gostei de escrever:
"(...)No entanto, digo que apesar dos pesares, não haveria como passar por esta experiência sem a presença de cada um aqui. Pois cada um contribuiu para a construção da pessoa que hoje somos, seja com um esclarecimento numa dúvida, com um caderno emprestado para atualizar a matéria perdida e até mesmo com o incentivo para que não desistíssemos. Não há maior benção do que contribuir para a evolução de uma pessoa. Passamos por isso juntos e seremos eternamente gratos. As experiências vividas na Universidade foram os degraus para alcançar o que nos propomos para o futuro. E do que mais é feito o futuro senão de um passado de sonhos? Não há nada como um sonho para criar o futuro. Quanto às dificuldades que iremos encontrar pela frente, com certeza serão muitas, mas serão apenas mais algumas etapas. Sonhar já ousamos, iniciar a conquista também. Agora é seguir, continuar com a mesma garra e coragem e perseguir este sonho, já que hoje temos a certeza que finais e inícios coincidem. Estamos terminando uma fase maravilhosa de nossas vidas, foi graças ao tempo despendido nela que conquistamos o direito de prosseguir. E de prosseguir com uma bagagem de conhecimentos, pessoas e vivências essenciais ao nosso futuro. Ao final desta jornada, quero expressar aos meus colegas o sincero desejo de que cada adversidade se torne um estímulo, cada insucesso uma lição, cada novo dia de trabalho a recompensa divina aos seus esforços, cada vitória, não uma glória efêmera, mas uma página de uma longa história de dedicação à causa da Justiça. Sejam felizes na atividade que irão exercer e lutem diuturnamente por aquilo que acreditam."
Carol já me fez prometer que se um dia ela for oradora de alguma coisa, eu que vou escrever o texto dela também. Minhas amigas me mimam, mas também se aproveitam da minha nobreza.
Na quarta-feira viajo para Teresina. Aí sim poderei começar a participar, afinal também estou super ansiosa, sonhando há tempos com esse momento. Teremos culto na quarta, missa na quinta, colação de grau na sexta e no sábado, o baile. Já tenho preparados lindos vestidos e acessórios para cada dia. Prometo que tiro muitas fotos, prometo!
Hoje foi um dia cansativo, Reunião do Conselho, a maior que já tivemos desde que estou aqui, durou cerca de três horas, muitas pautas, aliás, muitas polêmicas. Agora estou com uma pilha de processos na minha mesa para despachar, uma ata enorme para transcrever, além da rotina diária, que já é estressante.
Mas tudo isso não importa, meu espírito está em festa.
Beijos, beijos e uma ótima semana para vocês!

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Amigas e sushi


Ontem fomos comer sushi, Carol, eu e Gg. Na verdade a Gg só come tempurá (camarão empanado), quem se garante mesmo no sushi sou eu e Carol, a gente bate aquele prato de trabalhador japanês! Hahahaha! Fomos no restaurante Bamboo's, perto da nossa casa, que adoramos. Coisa boa demais, juntar as amigas, comer, fofocar, ê beleza!
Eu e CarolEu e Gg
Amo muito minhas amigas-maridas. É, quem mora junto é casado, e nós somos três maridas ciumentas. Morar com elas me engrandece, me faz aprender coisas novas, sorrir, trocar roupas, contar com elas para resolver os problemas, enfim, eu preciso da opinião delas, afinal, elas participam da minha vida todos os dias e por mais difícil que seja acreditar, nós nunca brigamos, por nada mesmo, em quase dois anos de convivência diária. E isso é uma benção, porque muitas pessoas são amigas, mas não conseguem conviver bem, uma coisa é conhecer, outra é conviver. E nós já aprendemos a conviver com nossas manias e defeitos, a dizer o que a outra precisa, mas não quer ouvir, a respeitar os nossos momentos de silêncio e a nos apoiar quando estamos tristes. Enfim, Deus nos deu paz na nossa casa e isso é algo que não tem preço.
Amigas-maridas
Bom, mas deixando as declarações de amor de lado e voltando ao Bamboo's, foi ótimo, nos sentimos muito importantes porque o chef era amigo da Gg e trouxe o sushiman para nos conhecer, é claro que ele nos achou lindas, legais e simpáticas e nos deu brindes, mais sushis e tempurás por conta da casa. Precisa dizer que amamos?
Resolvemos até provar saquê, pra ver se a "cachaça japonesa" era mesmo boa, mas nenhuma de nós gostou, só ficou bonitinha a foto, hehehe!

Saquê

Namastê!
Beijos, beijos e bom fim de semana! Eu vou viajar para Teresina! \o/
P.S.1: Obrigada a todas as pessoas que votaram em mim na promoção da Sweet Cherry, acho que vou mesmo ganhar! E quem ainda não votou, não esquece de passar e dizer que viu o post sobre o blog aqui, tá?
P.S.2: Fotos diretamente da minha câmera digital nova!

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Sweet Cherry

A querida amiga blogueira Rossana, além do blog pessoal dela, que eu conheci há pouco tempo, mas já me viciei, tem um outro blog lindo, o Sweet Cherry, em que ela expõe as peças maravilhosas que faz. Adoro a Sweet Cherry porque alia estilo a bom gosto e dá aquele toque especial na produção. A Rossana confecciona de tudo, bijús, broches, bolsas, carteiras, enfim, muitas coisas lindas. Vale a pena ir lá e dá aquela conferida, comprar muito e ficar toda linda!
E quem quiser me ajudar a ganhar um dos mimos lindos que ela faz, tem que fazer o seguinte, dar uma passadinha e comentar que viu o post falando do blog dela aqui. Mas não pode esquecer de comentar e dizer que quer me ajudar a ganhar uma linda bolsa da Sweet Cherry, hein? Por favor, gente, façam uma pessoa feliz!
Só para deixar vocês com muita vontade de conhecer o Sweet Cherry, vou colocar umas fotos do que a Rossana tem de bom por lá!
Façam a boa ação do dia, me ajudem a ganhar presente e se deliciem vocês também... Se joguem nas comprinhas!
Beijos, beijos!

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Das palavras de amor que eu falo

Muitas pessoas me criticam, e a Adriano também. Nos acham muito derramados, muito "espalhafotosos" no nosso amor. Já recebemos muitas críticas, de pessoas amigas, de pessoas desconhecidas, da nossa família. As pessoas acham que nós não devíamos expressar o nosso amor com tamanho desembaraço, que devíamos nos amar quietinhos, para ninguém ouvir. E a gente não sabe se amar assim. Eu, pelo menos, não nasci para ser discreta. Meu amor é muito, transborda. E Adriano, bem, ele também não consegue me amar baixinho.
Eu não entendo o temor das pessoas que a gente quebre a cara um com outro, que não dê certo e todo aquele blá blá blá. A gente se ama, muito, demais mesmo. E a gente acredita que é para sempre. Não nos preocupamos em "se não der certo" porque acreditamos que vai dar certo sempre. Absolutamente.
E se não der?
Vocês devem estar se perguntando isso agora. Bom, se não der certo, iremos sofrer muito, durante um tempo vai ser horrível mesmo. Com certeza passaremos por todas aquelas fases tristes de quem termina namoros longos. Mas isso não tira a verdade do que vivemos. Concordo com Arnaldo Jabor, deu certo por tanto tempo, não dá mais, mas deu certo algum dia, teve muitos bons momentos. Se acontecer algo diferente do "para sempre", a nossa vontade, o nosso querer, não vai passar a ser mentira só porque as coisas não aconteceram como planejado. Foi verdade para nós.
O agradecimento do convite de Adriano deu muito o que falar. As pessoas acharam loucura, "um convite é para sempre". Sobre eu ser a madrinha dele no baile, outro dilema. Mas "vai ter fotos dela na sua formatura, e se vocês terminarem?". Surpresa: nós não estamos pensando no assunto. Só pra constar. Pra quem não sabe.
Se não der mais certo, partiremos pra outra, guardaremos as coisas boas e deixaremos pra trás as coisas ruins. Buscaremos a nossa felicidade novamente, de alma nova e coração renovado. O que eu não quero é ficar pensando que tudo o que eu vivo é mentira, que vai acabar, que vou sofrer. Isso não faz bem, envenena. Eu quero mais é ter pensamentos positivos, é acreditar, é lutar para fazer um amor maior e melhor, mais pleno a cada dia. As pessoas se acostumaram tanto a ser infelizes, que não conseguem permitir que alguém saia gritando a sua felicidade por aí.
Nós acreditamos, nós queremos, nós temos todo o amor do mundo dentro de nós. E nós lutaremos para que esse amor seja eterno.
"Que não seja imortal, posto que é chama, mas que seja infinito enquanto dure."
(Vinícius de Morais)
O amor é a maior força do mundo. É nisso que acreditamos.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Ele não está tão a fim de você

Fui assistir, ontem, com minhas amigas (Carol, Gg e Jaque) "Ele não está tão a fim de você" e realmente me surpreendi com o filme. Sim, é uma comédia romântica, sim é mulherzinha, mas de um jeito diferente. O título já nos dá uma idéia bastante nítida da mensagem principal do filme. Não importa se uma mulher vive em Nova York ou numa aldeia na África, ela tem a necessidade de saber todas as razões sobre o por quê da maioria dos relacionamentos amorosos dela não dar certo. Neste sentido, o consolo ou o conforto vem sempre de frases batidas, como “o problema é que ele não consegue se comprometer”, “ele acaba de sair de um relacionamento sério”, “ele lhe ignora porque, no fundo, gosta de você”, entre outras.
O filme tem como protagonista a jovem Gigi (Ginnifer Goodwin). Ela está em busca de um grande amor e, no decorrer do filme, acompanhamos os encontros, desencontros e os mal-entendidos dela com os homens. A história de Gigi desencadeia a de tantos outros personagens (Bradley Cooper, Jennifer Aniston, Jennifer Connelly, Scarlett Johansson, Ben Affleck, Justin Long, Kevin Connolly e Drew Barrymore) que possuem relacionamentos com o amor tão complicados quanto os da protagonista.
"Ele não está tão a fim de você" tenta não seguir qualquer fórmula e nos relata que, no amor, o importante é manter a esperança, deixar a porta aberta, não ter medo de largar o que nos traz infelicidade e começar tudo de novo e, principalmente, não ficar encucando demais com as coisas – afinal, o amor é um dos poucos sentimentos que nasce de uma forma natural, e não forçado. O resultado é um filme que nos deixa felizes, afinal mostra momentos que agradam aos românticos incuráveis (como eu) e retrata instantes que não deixam frustrados aqueles que ainda têm que viver um grande amor.
O que eu achei mais interessante mesmo no filme foram as opiniões de Alex (Justin Long), que com uma sensibilidade nem um pouco apurada diz muitas verdades que muitas mulheres se esforçam para não enxergar. Se ele não ligou é porque simplesmente não está a fim de você. Ponto. A avó dele não morreu, ele não quer dar um tempo de relacionamentos, não perdeu seu número, ele só n-ã-o-e-s-t-á-a-f-i-m-d-e-v-o-c-ê. Simples assim. Quem quer, dá um jeito, quem não quer, inventa uma desculpa. Se um homem quer ver você, ele vai onde você estiver, ele arruma seu número com conhecidos, ele procura seu nome nos sites de relacionamento, enfim, se ele realmente se interessou, ele dá um jeito. Então, o que podemos concluir, é que a ilusão é criada pelas próprias mulheres, que ficam procurando desculpas para as atitudes dos homens, se valendo de casos que aconteceram com amigas, amigas de amigas ou apenas conhecidas das amigas para justificar positivamente atitudes que não querem dizer nada mais do que "não estou a fim de você".
Adorei o filme. É, eu sou mulherzinha. E não, não sou uma grande crítica da sétima arte. Eu gosto de comédias românticas, de dramas, de suspenses e de terror. Não sei dizer se o filme é bem produzido ou bem dirigido. Eu considero um filme bom se ele conseguir me tocar, se isso quer dizer que eu sou ralé, pois é, eu sou "povão" mesmo.
Beijos, beijos!

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Tudo-ao-mesmo-tempo-agora

Às vezes me pego pensando alto, quase como se estivesse repetindo um mantra: "estou cansada, estou cansada, estou cansada"... Eu tenho 22 anos e sou formada em Secretariado Executivo Bilíngue, embora meu inglês esteja péssimo e eu precise voltar a estudar línguas. Trabalho muito, o dia todo. Faço faculdade à noite, estudo Administração. Em alguns fins de semana, faço MBA em Gestão de Negócios e tenho que entregar um artigo que ainda não fiz. Inventei de fazer um curso de operador de micro à distância, para aumentar o din din no final do mês. Tenho família, amigos, namorado e vida social. Tenho stress, mau humor, enxaqueca, tpm e cólicas mentruais. Pago minhas contas, faço supermercado, me preocupo com o meio ambiente e contribuo com doações às pessoas afetadas pelas enchentes.
E eu tenho muitos planos para o futuro. Me formar na faculdade ano que vem, já que o MBA termino esse ano, quero voltar pro Inglês, comprar um carro e uma casa (não exatamente nessa ordem), voltar a morar em Teresina (ou Adriano vir morar aqui, ou morarmos juntos em qualquer outro lugar em que tenhamos oportunidades de trabalho), fazer mestrado em Administração, começar a economizar pro casamento, casar, ter lindos filhos... E muitos, muitos outros planos de longo prazo.
A vida é muito intensa, ela não espera por ninguém, não pode parar. Hoje as pessoas não tem mais aquela vida tranquila numa casinha branca com varanda. Quem quer, tem que correr atrás, tem que ter determinação. O que você está fazendo hoje para melhorar o seu futuro amanhã? Todos deviam se preocupar com isso, afinal não temos mais tempo para decidir depois. Se você não faz por merecer hoje, dificilmente vai colher alguma coisa produtiva amanhã. Tudo-ao-mesmo-tempo-agora é um tendência do novo século, ou você acompanha, ou fica pra trás.
Ainda assim, sou mulher, amiga, amante e companheira. Faço tudo isso de salto alto e perfeitamente maquiada.
"E se me achar esquisita, respeite também. Até eu fui obrigada a me respeitar."
(Clarice Lispector)

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Rapidinhas

Há muito tempo eu sonhava com essa linda câmera rosa da Samsung, ainda não tinha comprado porque eu sou muito boba, compro tudo de presente para todo mundo e fico com pena de gastar comigo! Agora me dei ao luxo (?) e resolvi comprar, e por um preço excelente, no Mercado Livre. Estou só esperando receber, muito ansiosa aqui, porque o namoro foi longo demais! Se eu já gostava de fotos tendo que tirar com as câmeras dos outros, imaginem como vou andar sempre com ela do meu ladinho agora, hein?
Carol e eu assistimos ao Miss Brasil juntas e detestamos o resultado, achamos que a Miss Rio Grande do Norte, Larissa Costa, não deveria nem ter entrado no Top Five. O detalhe que nenhum dos jurados deve ter percebido: a moça não tem um pingo de bunda. Não gostei, me revoltei tanto que não vou assistir ao Miss Universo. E olha que eu sou louca com concursos de miss, vocês sabem. Não estou "puxando o saco" de ninguém, até porque se tivesse que puxar saco seria da miss do meu estado e Vanessa Costa realmente não mereceu. Muito apagada, faltou charme, brilho, glamour e ela entrou muda, saiu calada. A Miss Minas Gerais era linda, rosto de boneca, corpo de violão. Enfim, quem discordar de mim pode comparar a moça com a Miss-Brasil-Quase-Miss-Universo, Natália Guimarães, e ver que a atual não chega nem perto. Não sei quem vai ser a Miss Universo esse ano, só sei que não será a Miss Brasil. O meu Top Five incluía: Minas Gerais, Pará, Ceará, Paraná e Bahia.
O Dia das Mães foi muito triste, o primeiro longe da minha mãe, não pude ir para Teresina porque tive aula da pós em Gestão de Negócios. A criatura que fez esse cronograma não deve ter pai e mãe, nasceu de chocadeira, porque marcar aulas no final de semana de dia das mães e dia dos pais é demais, né? Fui almoçar na casa do namorado da Carol, ainda bem que alguém me adotou. A família dele é muito legal e eu gosto demais deles.
O convite de formatura de Adriano saiu sábado passado, atrasado, é claro, alguém já viu convite de formatura ficar pronto na data certa? Mas, apesar de várias correções, atraso e de uma segunda reimpressão ficou muito lindo. Essa foto que aparece aqui é só uma página do convite. Eu adorei, principalmente a mensagem de agradecimento.
Se clicar, dá pra ler, mas vou transcrever porque não tá muito nítido.
"Agradeço a Deus por todas as graças, aos meus pais, pelo amor, carinho, zelo e dedicação, aos irmãos Christiano (pela luta) e Luciano (pelos conselhos), aos meus avós Pedro (in memoriam) e Carmélia (in memoriam), bem como à sapiência do Paim Antônio Anastácio e carinho da Mainha Rosa Maria. Eternamente grato a tia Fatinha Madrinha e tia Iraneide. Nunca esquecerei da Família Moura, que tanto me acolheu, como filho acima de tudo. Aos amigos, representado pelo maior deles, Werner. E por ser a última, não quer dizer que tenha menor importância, mas por ser parte especial na minha história. Jullyane Teixeira, és a mulher a qual amarei por toda a minha vida, serás a mãe de meus filhos e companheira para a vida toda, amo você carrapata pleta B."
Lindo, né? Também amei! Agora, estamos só nos preparativos finais pra festa. Ai, ai, muita emoção!
Bem, por hoje é só!
Beijos, beijos!

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Uma verdade inconveniente

Vou pegar carona no livro (e documentário) Uma Verdade Inconveniente, do ex-vice-presidente e ex-candidato à presidência dos Estados Unidos (perdeu para George W. Bush, no primeiro mandato), Al Gore, para falar sobre um assunto que, além de me entristecer, me faz pensar, me faz querer lutar por um mundo melhor. Teresina quase toda está debaixo d'água. Todas as regiões, Centro e zonas Sul, Sudeste, Leste e Norte, enfrentam o drama das enchentes. Quem já leu o livro ou assistiu o documentário sabe do que eu estou falando, quem ainda não viu, deveria ver. Ou, pelo menos, procurar saber sobre o assunto.

Com compreensão, inteligência e esperança, "Uma Verdade Inconveniente" traz argumentos persuasivos de Al Gore, que nos explicam que já não podemos olhar para o problema do aquecimento global como uma questão política, mas sim como o maior desafio global que teremos de enfrentar. Protagonizado por Al Gore, o filme enreda uma séria advertência para a humanidade, sobre nossas responsabilidades com as mudanças climáticas. É um documentário ambientalista e político, é claro. As imagens, chocantes, mostram as atuais alterações que o nosso planeta está experimentando e elas são, também, a evidência da irresponsabilidade dos políticos que se negam a reconhecer a urgência de tocar no assunto e o pouco tempo que resta para evitar a catástrofe total.
O documentário é de uma precisão espantosa. É uma realidade que chega a nós de forma nítida e muitas vezes não queremos enxergar. Efeito estufa, aquecimento global, degelo das calotas polares, el niño, la niña, buraco na camada de ozônio, enchentes, secas, desertificação, superpopulações urbanas, desenvolvimento sustentável, entre outros, são termos mais do que comuns em nosso cotidiano, chegam a ser corriqueiros.
O governador do Piauí, Wellington Dias, sensibilizado com o drama das enchentes no estado, disse, durante a visita do presidente Luís Inácio Lula da Silva ao Piauí, nesta terça-feira (05/05), que: "Nunca choveu tanto na história do Piauí como agora. A chuva que caiu no dia 1º deste mês, por exemplo, bateu o recorde da quantidade de água de todo o mês de abril".
O que é isso, senão a resposta da natureza a anos de depredação humana? A situação de calamidade em que se encontram mais de 500 mil desabrigados em todo o Brasil não é casualidade, é um puxão de orelha em todos nós. Quando vejo fotos da minha cidade, avenidas lindas por onde andei muitas vezes, todas debaixo d'agua, bairros inteiros alagados, quando olho os jornais e vejo quantas cidades do interior estão em situação de emergência, calamidade pública, quando penso nas pessoas que perderam tudo, eu só consigo me desesperar por não entender como é que mesmo diante de tudo isso as pessoas continuam vivendo tranquilamente, poluindo o meio ambiente como se nada estivesse acontecendo.
Av. Raul Lopes - Teresina

Shopping Natureza - Teresina
Comercial Carvalho Atacadão - Teresina
Encontro dos Rios Parnaíba e Poti - Teresina
O que você está fazendo para contribuir com tudo isso? Você quer continuar a contribuir? Quantos minutos você demora no banho? Você joga papel nas ruas? Você faz coleta de lixo seletivo? Você sabe o quanto seu carro polui? Você só compra móveis feitos com madeira legal? Você se preocupa se as embalagens dos produtos que você usa são biodegradáveis? Você usa papel reciclado?
Essas e muitas outras perguntas deveriam ser feitas por cada um de nós. Deveriam estar no topo das prioridades do mundo inteiro.
"A Humanidade está a repousar numa bomba relógio"
"Já estamos na época das consequências".
(Al Gore - Uma Verdade Inconveniente)

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Feriado em Cocal e Viçosa

Mesmo estando muito ocupada, às voltas com artigo da pós para entregar (Alguém tem um sobre Logística Empresarial aí para me dar? Tô apelando mesmo!) mais uns mil exercícios de um curso de Operador de Micro que inventei de fazer (e tinha esquecido, só lembrei porque o professor me mandou um e-mail lembrando - sutilmente - que eu ainda não havia enviado nenhum exercício), por ter sido oferecido pela UFPI e ser à distância, resolvi aproveitar o feriado com uma viagem rápida com as meninas.
Fomos para a casa da Gg, em Cocal (Piauí), que é distante uns 100 km de Parnaíba. Levamos o Gabriel - em sua primeira viagem - para conhecer a tia Carmélia, mãe da Gg. É claro que a "babação" foi total, todo mundo agarrando, carregando, amassando o bebê mais amado da atualidade. E ele é tão quietinho, tão fofo, só chora mesmo quando tá com fome, ou, no caso da foto abaixo, não quer tirar foto! Kkkkkk!

Todo mundo ama o Gabriel!Tia Carmélia, Gabriel e Gg
Bielzinho peladão!
Lindinho demais, né?
Nós queríamos ir para as cachoeiras, mas a estrada até elas estava interditado, devido às chuvas na região (muitas cidades estão em estado de emergência, como todo mundo está vendo nos jornais), então resolvemos visitar a cidade de Viçosa (Ceará), que fica a 60 km de Cocal, uma cidade serrana muito linda, aconchegante e com um clima delicioso. Adorei! Achei muito interessante para curtir a dois. Além dos cenários maravilhosos para lindas fotos! Visitamos a Lagoa Pedro II, a Igreja do Céu, lojinhas de artesanatos local, praças, restaurantes...

Jaque, Dani, Gg, eu e Carol (passeio da Lagoa Pedro II)
Lagoa Pedro II
Solzinho gostosoO paraíso deve ser assim...
Escadaria da Igreja do CéuMeninas!
Dá pra ver a cidade todinha daqui de cima!Quarteto sempre unidoLinda vista da Igreja do Céu"Primo" Santiago e Jaque
Ficamos pouco tempo, mas valeu a pena! Fica a dica de um lugar muito interessante para se conhecer...
Beijos, beijos!

terça-feira, 5 de maio de 2009

Inclusão digital?

Visitando o blog da PGA me diverti, ri horrores, me assustei e me surpreendi de verdade com essas pessoas que usam o orkut para se expor ao ridículo. E o pior é que elas acham que estão arrasando. Depois das risadas, comecei a analisar o fato e pensar no motivo que pode levar uma pessoa a não ter bom senso suficiente para publicar fotos pessoais em poses obcenas, trajes mínimos, exaltando sua sexualidade, beleza e auto-estima sem ao menos se dar conta de que estão passando do limite que não são tão lindos, legais e importantes quanto se julgam. E mesmo que fossem aquela palhaçada toda é totalmente dispensável.
Vendo as fotos muitas vezes me deu até pena. Tentei entender em que universo de pobreza material e/ou espiritual tais pessoas poderiam viver, se tinham tido oportunidades de estudar, visto que a maioria assassina o português de forma ininteligível, enfim, tentei entender de quem pode ser a responsabilidade disso tudo. É a inclusão digital, o governo, a falta de educação, as disparidades sociais ou só o simancol da pessoa mesmo que veio com defeito?
Acredito que a falta de educação de qualidade influi, e muito, na banalização e distorção de certos valores. Mas será que apenas isso leva um senhora de meia idade a se expor praticamente nua, em poses obcenas ou um rapaz/moça a se expor somente de cueca/calcinha?
É claro que os profiles selecionados não são não apenas de pessoas pobres, com seus cenários de vida deprimentes, mas aí estão a grande maioria. Afinal, de quem é a responsabilidade?
Cérebro é uma coisa maravilhosa. Todos deveriam ter um.

domingo, 3 de maio de 2009

Feliz aniversário, Éryka!

Ela é linda, loira e maravilhosa. Como ela mesmo diz: uma bela confusão! Não é todo mundo que gosta de Éryka Campos. Porque ela é linda, modelo, alegre, miss, desbocada, inteligente e encrenqueira! Ela dá um boi para entrar numa briga e uma boiada para não sair dela. É minha detetive particular, coisa linda de deixar a gente boba!
Não tem jeito, somos exageradas e pronto! Você é motivo, é referência, é minha irmã gêmea, minha metade loira, minha amiga querida. Quando olho para você eu vejo que há esperança no mundo! Afinal um Deus que fez uma pessoa com o seu cabelo é capaz de criar o impossível.
Você chegou na minha vida de mansinho, se fazendo notar e se tornou querida muito rápido. Se tornou imprescindível antes mesmo de eu perceber. Afinal de contas, não dá pra deixar de notar uma loira deste tamanho! Sei que fui o melhor presente que você ganhou da sua relação de amor com meu amigo, mas saiba, você também foi a melhor coisa que ele me deu. Do fim do seu amor, nasceu a nossa amizade, engraçado como Deus tem um jeitinho bom de fazer as coisas ficarem melhor, né?
Eu te amo, não tem jeito!
Parabéns, amiga, muitos anos de amizade, muitos aniversários juntas, muita felicidade para você!