sexta-feira, 8 de maio de 2009

Uma verdade inconveniente

Vou pegar carona no livro (e documentário) Uma Verdade Inconveniente, do ex-vice-presidente e ex-candidato à presidência dos Estados Unidos (perdeu para George W. Bush, no primeiro mandato), Al Gore, para falar sobre um assunto que, além de me entristecer, me faz pensar, me faz querer lutar por um mundo melhor. Teresina quase toda está debaixo d'água. Todas as regiões, Centro e zonas Sul, Sudeste, Leste e Norte, enfrentam o drama das enchentes. Quem já leu o livro ou assistiu o documentário sabe do que eu estou falando, quem ainda não viu, deveria ver. Ou, pelo menos, procurar saber sobre o assunto.

Com compreensão, inteligência e esperança, "Uma Verdade Inconveniente" traz argumentos persuasivos de Al Gore, que nos explicam que já não podemos olhar para o problema do aquecimento global como uma questão política, mas sim como o maior desafio global que teremos de enfrentar. Protagonizado por Al Gore, o filme enreda uma séria advertência para a humanidade, sobre nossas responsabilidades com as mudanças climáticas. É um documentário ambientalista e político, é claro. As imagens, chocantes, mostram as atuais alterações que o nosso planeta está experimentando e elas são, também, a evidência da irresponsabilidade dos políticos que se negam a reconhecer a urgência de tocar no assunto e o pouco tempo que resta para evitar a catástrofe total.
O documentário é de uma precisão espantosa. É uma realidade que chega a nós de forma nítida e muitas vezes não queremos enxergar. Efeito estufa, aquecimento global, degelo das calotas polares, el niño, la niña, buraco na camada de ozônio, enchentes, secas, desertificação, superpopulações urbanas, desenvolvimento sustentável, entre outros, são termos mais do que comuns em nosso cotidiano, chegam a ser corriqueiros.
O governador do Piauí, Wellington Dias, sensibilizado com o drama das enchentes no estado, disse, durante a visita do presidente Luís Inácio Lula da Silva ao Piauí, nesta terça-feira (05/05), que: "Nunca choveu tanto na história do Piauí como agora. A chuva que caiu no dia 1º deste mês, por exemplo, bateu o recorde da quantidade de água de todo o mês de abril".
O que é isso, senão a resposta da natureza a anos de depredação humana? A situação de calamidade em que se encontram mais de 500 mil desabrigados em todo o Brasil não é casualidade, é um puxão de orelha em todos nós. Quando vejo fotos da minha cidade, avenidas lindas por onde andei muitas vezes, todas debaixo d'agua, bairros inteiros alagados, quando olho os jornais e vejo quantas cidades do interior estão em situação de emergência, calamidade pública, quando penso nas pessoas que perderam tudo, eu só consigo me desesperar por não entender como é que mesmo diante de tudo isso as pessoas continuam vivendo tranquilamente, poluindo o meio ambiente como se nada estivesse acontecendo.
Av. Raul Lopes - Teresina

Shopping Natureza - Teresina
Comercial Carvalho Atacadão - Teresina
Encontro dos Rios Parnaíba e Poti - Teresina
O que você está fazendo para contribuir com tudo isso? Você quer continuar a contribuir? Quantos minutos você demora no banho? Você joga papel nas ruas? Você faz coleta de lixo seletivo? Você sabe o quanto seu carro polui? Você só compra móveis feitos com madeira legal? Você se preocupa se as embalagens dos produtos que você usa são biodegradáveis? Você usa papel reciclado?
Essas e muitas outras perguntas deveriam ser feitas por cada um de nós. Deveriam estar no topo das prioridades do mundo inteiro.
"A Humanidade está a repousar numa bomba relógio"
"Já estamos na época das consequências".
(Al Gore - Uma Verdade Inconveniente)

10 comentários:

Anna disse...

Lembro o quanto fiquei balançada quando assisti a esse documentário. As coisas há muito já começaram a acontecer, e por acomadação muita gente ainda fecha os olhos e diz que é papo de ecochato. Um absurdo.
beijos

Alice disse...

menina,sou eu mesma a Alice do amigo oculto! Esse ano tem de novo,hein?

Debora Giangiarulo disse...

Jú essa é realmente uma realidade preocupante. O que antes, era uma previsão hoje já é dia-a-dia.

Todos nós temos que parar e pensar em como podemos contrbuir. Se cada um fizer a sua parte, juntos talvez evitemos que nossos filhos sobrevivam num mundo em condições bem mais complicadas do que as de hoje, que já não estão nada fáceis.

É isso! Mão na consciencia e disposição pra agir que a gente vira o jogo.
Bjs!

Taís disse...

É Ju, a coisa tá preta. Eu vi a situação das enchentes no noticiário e é terrível mesmo. Nem posso imaginar o que essas pessoas estão passando.
Se cada um fizer a sua parte já ajuda bastante, embora os grandes poluidores ainda estejam mais preocupados com seus lucros. Será que eles não tem filhos e netos?
Bjinhos

Carla P.S. disse...

Ainda não assisti, mas vou...
Gostei do tema, da escrita, do alerta. Não sabia da situação de Teresina. Aqui tá rolando uma seca, que tá afetando muito a agricultura. éé, tá na hora de nos darmos as mãos, e nos ajudarmos como dá. Tá na hora da humanidade se render à caridade.
Um café, bem quentinho.

July disse...

Jully
Estou assistindo agora o jornal nacional é muito triste o que está acontecendo aí no Piauí.... Aqui na bahia também estamos sofrendo muito com as chuvas Salvador está um caos até um prédio desabou!!
Bom ainda não vi o documentário, mas pelo seu post deve ser muito interessante vou ver se consigo asistir!!
Mas acho que é hora de todo mundo se unir e tentar salvar esse planeta, tenho uma sobrinha de apenas 2 meses e me preocupo muito com o futuro que ela vai ter nesse nosso planeta já tão descuidado!!

ps: Ontem eu estava no segundo andar do prédio da universidade onde eu estudo, estava sentada com uma colega no para peito e só lembrei de ti, pode deixar sou muito medrosa rsrsrs falei no texto metaforicamente em me jogar.....^^
bjãoooooo

Lara disse...

O pior é que ninguém se toca pra essas coisas, parece que tah todo mundo dormindo. Eu já tinha ouvido falar nesse cara, que ele dá palestras no mundo todo sobre aquecimento global, mas não assistir ao documentário. Vou começar a separar o lixo aqui de casa, é o mínimo que eu posso fazer, e já estou atrasada.
beijos

cintia disse...

A tecnologia evolui, o mundo "parece" que evolui.....e o homem se torna cada vez mais inconsequente e individualista.......triste!!! beijão e otima semana

Loira e Morena disse...

To atrasada, eu sei. Mas to passando pra deixar o meu parabéns a sua mamãe por ter colocado uma filha tão linda como vc no mundo!

Beijaooo da Morena!

M. disse...

Eu ainda não li, mas já anotei aqui.

Boa iniciativa tratar desse assunto aqui no blog.

Bjos.