quinta-feira, 24 de setembro de 2009

.todo dia.


E se os meus dias se tornam frios, quem irá me esquentar? E se eu não tiver mais forças para lutar, quem irá me acolher? E se eu desistir dos meus sonhos quem irá me fazer enxergar algo novo? Eu tô cansada. De ser forte, de não demonstrar meus problemas, de levantar a poeira e dar a volta por cima. E eu detesto me sentir assim. Já falei várias vezes que sou Poliana demais para assumir qualquer postura derrotista, que não gosto que ninguém sinta pena de mim, mas, sei lá, devo estar em algum tipo de inferno astral, com tanta coisa pra fazer e sem vontade de nada. Caindo na rotina de trabalhar, estudar, trabalhar, estudar. Tenho saído mais, é verdade, e é uma das poucas coisas que está me salvando de mim mesma, ultimamente.
Já acordo cansada e com sono, o trabalho me estressa, a aula não me motiva, as atividades da faculdade e do MBA que tenho que fazer se acumulam. Não tenho sido boa companhia, tenho falado menos, feito menos piadas, sorrido menos e tendo menos paciência com as pessoas. Me pego contando até dez para não responder mal alguém e às vezes não me seguro. Os meus amigos é que tem me aguentado e agradeço a Deus por tê-los do meu lado, se não fosse por eles não sei como estaria enfrentando tudo o que está acontecendo na minha vida. Não, não é nada terrível, não tô entrando em depressão, é só uma fase ruim, eu acho, um esgotamento, uma falta de entusiasmo, um desabafo. Porque eu não posso ficar com tudo isso guardado aqui dentro, é muito, é intenso. E além de tudo, ainda acontecem coisas ruins, com pessoas que tentam me derrubar, me denegrir, semear a discórdia no seio da minha família.
Vi no blog da Bel um trecho de um texto que me tocou muito:
"Algo está errado se acordamos na segunda-feira pela manhã e já estamos atrasados, já estamos devendo, já estamos cansados. Ainda que excitados com o que estamos fazendo, como é o meu caso.
Algo está bem errado quando a vida vira uma sucessão de tarefas, mesmo que as tarefas sejam bem interessantes. Algo está errado quando até o lazer se torna uma tarefa. Algo está muito errado quando precisamos marcar na agenda para passear com os filhos ou namorar. Algo está definitivamente errado quando precisamos pensar para lembrar do que vivemos no dia anterior.
Não sei se acontece com você, mas tenho sentido falta de viver o que vivi. O que vivo. De sentir o tempo passar. De ter tempo para elaborar o vivido. E também de ter tempo para ficar no vazio, apenas contemplando o silêncio dentro de mim."
Eliane Brum (
ebrum@edglobo.com.br)
Repórter especial de Época, integra a equipe da revista desde 2000. Ganhou mais de 40 prêmios nacionais e internacionais. É autora de "A vida que ninguém vê" (Arquipélago Editorial, Prêmio Jabuti 2007) e "O olho da rua" (Globo).
É isso, para desabafar, porque vocês vão me ouvir e mesmo sem entender tudo, me darão as palavras que eu preciso, o conforto que é meu alimento. É aqui que eu posso me expressar sem licença poética.

12 comentários:

Constância disse...

Amiga,
pena que agora eu num to mais de folga...Queria poder estar mais presente e te dando a força q vc precisa.
E qdo vc estiver triste,sem esperanças,eu te ajudarei a seguir em frente tá?
Vc não pode desistir das coisas,do seu progresso,sabe prq?Prq um dia ainda iremos nos encontrar pra cvs sobre tudo isso.
TE AMO MTO!!

Se der,pare um pouco pra pensar na vida,dar um tempo msm.Daqui a pouco td estará bem.

bjs linda do meu coração!

.Intense. disse...

Ju, pelo grau de desabafo do post (e por estar um pouco mais perto, beeeem de longe...), vc tá precisando mesmo, guria, desabafar, falar, descarregar...e, pq não, desabar.

Eu nem gosto da Poliana, nem tive saco pra ler tudo.rs Não consigo achar tudo bonito todos os dias, pra conseguir fazer o jogo do contente...ao contrário, pra mim é mais valioso identificar os dias horrorosos, e os períodos dificeis de verdade da vida, pra depois saber reconhecer - e curtir - os momentos bons, excelentes. Teve época que eu reclamava tanto de tudo, que achei que os blogueiros iam desertar, povo não ia me aguentar, ahuahuahuaha...mas, que nada. Povo lia, comentava [outras vezes não...] e, qdo eu fico feliz, aí estão todos os blogueiros queridos me lendo.

;)

E, olha, não sei se amiga blogueira, blogueira de longe ajuda, mas pode contar com o ombro aqui...e com os olhos, que não enjoam de te ler nunca.
;)

Bjo intenso!

July disse...

Jully...
=/
Outro dia escrevi algo dizendo + ou - isso, não importa o tamanho do tombo e de como você se sinta em algum lugar você vai achar conforto e seus amigos vão te ajudar a levantar...
Tô mandando muitas energias positivas....
Fica bem!!
bjãooo

Tah disse...

Tudo que você relatou confere com sintomas de uma coisa meio chata que você tem vivido. Sim, acredito que uma única causa está movimentando a maré da sua vida e criando esse inferno astral fora de hora.
Estou aqui pro que precisar!
Beijosssss

Larissa disse...

Amiga o quê está acontencendo?
Quem disse que temos que ser sempre fortes? Não há derrota em assumir que as coisas não vão bem, e na vida é sempre assim tem sempre algo dando mto certo como tb sempre tem coisas que não saem como o planejado, é só ter fé e força e eu sei q vc tem!
Por isso levanta sacode a poeira e dá a volta por cima!
bjão se cuida!

Carol disse...

Ahhh Jú sei que a barra tá difícil, e entendo perfeitamente o que tu estas sentindo... Sabe que pode contar sempre comigo e com todos os teus amigos virtuais ou não !!!
Este sábado vou ai, e vamos fofocar e ser feliz!
Bjão

Debora Giangiarulo disse...

Não sei se gosta...mas ouça Paciencia do Lenine...tenho certeza que vai se identificar...
Um beijo no coração!

Mosana disse...

espero q hoje vc já esteja melhor Ju!!
afinal hj é sexta e eu li no twitter q domingo vc vai a um passeio suuuuuuuuuuuuper legal! :)
bom fds!
kisses

Samantha disse...

Nossa!!
Espero que esteja melhor Ju. A vida é assim mesmo, mais como tudo são fases... tenho certeza que está vai passar ou quem sabe até já passouuuuuuuuuuuuuuu rsrs.

beijos e bom FDS

Sam

cintia disse...

Oi Ju, calma, é apenas uma fase..tente não valorizar este momento ruim, q logo tudo passará....um grande beijo !!!

Anna disse...

Desabafe mesmo, tire esse peso de dentro de você, ninguém é obrigado a carregar sua cruz sozinho.
beijos

Emilia disse...

o que eu posso dizer ou fazer para te ajudar nessa fase? É dizer estou aqui para te ouvir quando precisar e dizertambém que a noite pode parecer muito escura e o céu encoberto mas o sol não deixa de brilhar e te alcançará. Vai passar depois da tempestade aprece o arco íris. :) são só palavras mas sairam do coração.
beijos