segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Sete Cidades - Piauí - Brasil


Para me fazer acordar às cinco da manhã de um domingo tem que ser algo muito importante! Isso inclui, é claro, uma visita técnica a um lugar lindo, que eu sempre quis conhecer e que, de quebra, ainda vale 4 horas para as benditas atividades complementares, que tenho que somar no final do curso (o fato de eu não ter nem 60 das 216 horas é só um detalhe).
Às seis horas já estávamos em frente à Fap, aguardando o ônibus com o pessoal que também iria e a viagem de duas horas até Piracuruca foi um tormento, devido aos dvds de música brega que o pessoal da turma de Administração com habilitação em Turismo insistiu em ouvir. A democracia durou até a hora em que a coordenadora dos cursos de Administração não aguentou mais e desligou o dvd, porque, né?, ninguém no mundo é obrigado a ouvir a porcaria que os outros querem. O silêncio foi reconfortante.

Dentro do ônibus
"Primo" e Gg (cara de sono???)
Chegamos ao hotel (não lembro o nome, mas é dentro da reserva do Parque), tivemos palestra com os guias, dando informações para que ninguém viesse a se machucar e causar o mínimo de impacto ambiental no Parque, ou seja, colocar o lixo produzido nos coletores, não beber, não fumar, não entrar na mata fechada, não mexer nos animais, andar sempre atrás dos guias, usar protetor solar, etc. É importante este tipo de informação, porque todo mundo sabe, mas no final das contas sempre tem os gaiatinhos que resolvem "esquecer". Também encomendamos nosso almoço porque quando chegássemos da trilha, já estaríamos famintos.
Primo Santiago e eu no hotelGg e eu
Começamos a trilha, com toda nossa disposição e condicionamento físico, os grupos se dividiram entre os guias, e logo eu me tornei a melhor amiga do guia, caminhando ao lado dele e conversando sobre tudo. O Parque tem uma área de 6.221 hectares, é o menor Parque Nacional do Brasil, mas é o que mais recebe turistas no Piauí (também temos o Parque Nacional da Serra da Capivara, que eu conheço, muito lindo, e o das Confusões, que não é aberto ao público). Caminhamos não sei quanto quilômetros, entre trilhas, matas, formações rochosas, sítios arqueológicos, cachoeiras. Também subimos num mirante a cerca de 50 m de altura, em que dava pra ter 70% de visão periférica do Parque e as "cidades", formações rochosas agrupadas. Tudo tão lindo que merece ser conservado para as gerações futuras.
Pedra da Tartaruga
Circuito das Cidades
Pedra do Elefante
Na trilha
Meu amigo guia - Elias Júnior
Arco do Triunfo
Eu segurando a Pedra da Jibóia
Santiago, Gg, prof. Auristela, eu, prof. Renatinha, o nosso guia Elias Jr, Olívia e Gracinha na Pedra da Biblioteca
Descansando
Visão privilegiada do Parque
No mirante
Gg e Santiago
Sítios arqueológicos/pinturas rupestres
Eu, prof. Renata e Gg
Lagarto caminhando calmamente no restaurante do hotel

Todo mundo se divertiu, mesmo com o calor, o sol escaldante e nosso condicionamento físico de sedentários, deu pra aproveitar bem o que o Parque tem a oferecer. Chegamos em casa por volta das 18:30, cansados, mas felizes com o resultado. Para ficar perfeito só faltou mesmo a Jaqueline, assustando todos os bichos com sua risada super discreta!
Recomendo aos amantes do ecoturismo, um lugar de beleza exuberante que oferece história, cultura e muito mais.
Quem quiser saber mais sobre Sete Cidades é só clicar aqui e aqui.
Beijos, beijos!

8 comentários:

July disse...

Jully..
Que passeio divertido... adorei =DD
Deu muita vontade de ir também...
bjãooo

Jaqueline disse...

Não pude ir, mas deu pra sentir por aqui o quanto foi bom!
BJS..BJS...

.Intense. disse...

Sete cidades: 'já me acostumei com a tua voz, com teu rosto e teu olhar...me partiram em dois e procuro agora oq é minha metade...'

É uma música do Legião, que fala sobre amar a distância...qdo vc falou da viagem, foi a primeira coisa que pensei. Acho que a senhora anda mto passeandinha hauhauhauh...Isso é bom...refresca a cabeça do dia a dia, descansa.

;)

Até agora não vi o elefante. Mas achei incrivel a da tartaruga ^^

Obrigada pelos coments [sempre] no Excesso Intenso, Juh...'colocar pra fora' é um treinamento, constante, contínuo e intenso.
Bjo grande!
;*

Larissa disse...

Hum estou planejando de conhecer sete cidades, agora fiquei mais interessada ainda!
bjocas

Jaqueline disse...

Ow amigaaa minha risada não ia assustar os bichinhos não...rsrs...

Anna disse...

Poxa, que delícia! Analisando friamente, isso definitivamente não faz meu perfil, mas eu AMO esses programas de aventura!
beijos

Livia disse...

esse ngc de andar no mato nao é p mim, só de vez em nunca. kkkkkk. Li teu outro post.. Inferno astral fora de hora ne'? São testes da vida, logo logo passa. Depois vamos rir de tudo isso. Beijos, te amo!

CAROL disse...

Mto bom dOna Jullyane só faltou a Jaque né, tb bem que não sou mais da Fap, tudo bem que não moro mais com vcs! mais isso não significa que eu não existo snif snif estou tiste , sozinha e nonada jogado num canto feito um trapo velho!!! bj e não sei mais se amo tu .. brincadeirinha!