sábado, 12 de dezembro de 2009

A moça que gosta de Bossa


É, eu tô indecisa, não, eu não sei o que dar para minha amiga oculta virtual, que eu, inclusive, adorei e me identifiquei. Porque além de bonita, praticamente da minha idade (íntima eu, hein?), ela tem gostos e opiniões parecidas com as minhas. Li o blog dela até me perder com as páginas visitadas, porque ela escreve tão bem, assim essas coisas que a gente sempre gosta de ler, e é fácil e tão simples gostar que a gente começa a adorar...
Então, assim, resolvi fazer um post meio que com uma série de indicações de posts que eu gostei e esse vai ser o meu presente. É uma idéia legal (pelo menos, eu achei), afinal de contas, divulgar o blog dela e ainda demonstrar a ela o quanto eu realmente gostei do blog dela é mesmo o que todo blogueiro quer de verdade, afinal, que leiam nossos posts, realmente.
Quem não tem interesse de verdade pelo outro, quem não constrói relacionamentos, quem não consegue escrever apenas pra se sentir bem, não dura no blogworld, porque ficam sempre com a sensação de serem fúteis e vazios. Não adianta escrever para ser o melhor, porque sempre vai haver alguém melhor do que você, convenhamos o mundo está cheio de gente muito esperta. Mas quem escreve porque tem necessidade, porque valoriza suas idéias e quer expô-las, porque também gosta de saber o que outras pessoas estão pensando, estes sim conseguem sucesso, mesmo que seja com meia dúzia de leitores.
Então, vou revelar... (Ui, quanto suspense!)
["uma cerveja quente", "uma peste detalhista", "uma neurótica da teoria", "uma fofa", "uma feministazinha aquariana" - Todas elas juntas num só você]
Minha amiga oculta virtual é a Natália.
Ela tem 22 anos, é super inteligente (vulgo nerd), recém formada em Jornalismo, feminista e aquariana, adora a Mafalda e poemas, tem um apelido super interessante e exótico: Raposa, tem TPM todos os meses e mania de fazer caras e bocas para a mãe sorrir, se ela fosse um livro seria Carmen, inclusive eu também fiz esse teste um dia desses. Adora comédias românticas com finais felizes, Marian Keyes, os pequenos prazeres da vida, já sonhou com Chico Buarque e essa foi a pior cantada que ela recebeu na vida. Nunca vai roubar o marido/namorado alheio, porque ela simplesmente abomina quem faz isso, se você ler esse post aqui e esse outro aqui, vai entender do que eu tô falando. Ela até mesmo já foi em Teresina, minha cidade natal. Ela também não gosta de quem se faz de cult e sofisticado e eu adorei isso nela. Odeia futebol e ama ler. Já entrevistou muita gente sem noção na vida e não sabe andar de bicileta. Ela é praticamente minha alma gêmea já que odeia quem cospe perto dela (eca, que nojo!) e tem mania de ser Poliana.
Para ler:
Olhar
Quem tem amigos nunca é só
Vida de novela
Um dia feliz como um dia comum
Encontra-se alguém
Eu nem sei...

Natália, meu desejo é que você sempre tenha bons motivos pra continuar escrevendo todas as coisas lindas que você escreve. Desejo mesmo que você seja feliz e que tenha muitos momentos de felicidade na vida!
É isso, o meu presente pra você, um post todinho seu!
Beijos, beijos!

2 comentários:

Natália disse...

Oi, Jullyane!
Fiquei muuuito feliz com esse presente, você nem imagina o quanto. Você revirou bem o baú do blog, hein? Achou preciosidades que eu nem lembrava mais de ter escrito. Foi maravilhoso poder ler de coisas boas que se passaram a tanto tempo.

Amei meu presente, de verdade!

Bom também foi conhecer seu blog e ver que realmente você é bem parecida comigo, a começar do layout: eu AMO bolinhas. Já adicioneu as vermelhas unhas nos favoritos e vou dissecá-las daqui a pouco. Ler post por post. Você mora em Teresina? Eu vou sempre a Teresina. Podíamos nos conhecer. =)

Te adicionei no twitter. @naatis sou eu, e o avatar é a Susanita.

Beijos, muuuito obrigada pelo presente e FELIZ NATAL pra você!

Luís e Livia disse...

eu vim aqui só pra dizer que estou mto feliz em passar o ano contigoooooooooooooooooooo!! te amo! beijinhos