segunda-feira, 30 de agosto de 2010

.tudo o que não foi.

"Chorar por tudo que se perdeu, por tudo que apenas ameaçou e não chegou a ser, pelo que perdi de mim, pelo ontem morto, pelo hoje sujo, pelo amanhã que não existe, pelo muito que amei e não me amaram, pelo que tentei ser correto e não foram comigo. Meu coração sangra com uma dor que não consigo comunicar a ninguém, recuso todos os toques e ignoro todas tentativas de aproximação. Tenho vergonha de gritar que esta dor é só minha, de pedir que me deixem em paz e só com ela, como um cão com seu osso. A única magia que existe é estarmos vivos e não entendermos nada disso. A única magia que existe é a nossa incompreensão. " (C.F.A)
Não é como se eu tivesse ficado apaixonada, porque desde o início eu soube que isso estava longe de acontecer, mas saber que alguém está infeliz por minha causa não é a melhor sensação do mundo. Claro, sofre mais quem gosta, só que não tem como causar sofrimento sem sofrer também, isso, é claro, se você tiver o mínimo de consciência. Acho que tem certas coisas que me atingem mais que à outras pessoas, afinal, cada pessoa se importa com coisas diferentes, mas eu realmente fico abalada quando alguém me dedica sentimentos que não posso corresponder. Não sei lidar com isso.
Também penso na lei do retorno, o que eu não quero pra mim, procuro não fazer aos outros. Nem sempre consigo, mas tento ser o mais coerente possível. Já pisei na bola, já cometi erros como qualquer ser humano, também tenho meus momentos de fraqueza e indecisão, mas dessa vez procurei ser sincera do início ao fim, por mais que isso magoasse no momento, foi melhor do que incentivar algo que eu sabia que não daria certo. E tudo por minha culpa, porque eu não estou preparada para amar de novo, para lidar com relacionamentos e tudo o vem junto no pacote. Ainda tenho mágoas para resolver com o meu 'eu', não posso jogar toda a responsabilidade disso em cima de uma pessoa, mesmo que a pessoa em questão não se importe com esse detalhe.
É complicado. Principalmente quando a pessoa não te cobra nada, te quer de qualquer jeito, mesmo que esteja dando infinitamente mais do que está recebendo. E você não sabe mais o que fazer, como acabar com a felicidade de alguém que só te faz bem, que só te quer bem, mas mesmo assim não é o que você quer?
Por um tempo andei indecisa, me entristeci, fiquei mal comigo mesma, fui levando a situação como se os problemas se resolvessem sozinhos, mas uma hora a realidade te sacode, as coisas se complicam e você tem que tomar uma decisão. Chegou a minha hora e tive que ser egoísta, decidi o que era melhor para mim. Afinal, eu tive que escolher entre a felicidade de alguém e a minha e não sou a melhor pessoa para ser imparcial nesses momentos. Tomei uma decisão que eu sabia que poderia lidar, apesar de tudo.

5 comentários:

Bel disse...

Ju, vc não foi egoísta, não. Você foi só coerente. Porque você tem que ser a pessoa mais importante da sua vida. E pronto.

Bjooo

Livia Karen disse...

Acho que levar isso comigo... =**

Juliana* disse...

Jujuuuu...
a lei do retorno existe sim, porém ela só 'funciona' quando as pessoas agem de má fé, com o coração envolto de maldade.Quando fazemos algo por bem, esse bem também volta e acredito que foi isso o que você fez.Foi sincera e verdadeira, isso é integridade!!!
beijinhos

Juliana

.Intense. disse...

Minha Becky Bloom predileta...

Acredito que vc não agiu por egoísmo - embora dizer isso não vá mudar o que vc sente. Acredito que agiu com o coração, sincera, pra evitar sofrimento pra todo mundo...o que mais poderia fazer? Acredito que nenhuma situação, sendo adiada, pode se tornar algo bom - ou mais, digamos, remediável.

Tente ficar bem com isso, sem se cobrar, lidando como der. E vamos torcer que os envolvidos consigam fazer o mesmo...que a lei do retorno aqui trabalhe de verdade, mas correspondendo a todo amor que ele se sente disposto a dar, e todo o cuidado que vc tem com os outros. Que ambos possam usar isso no tempo certo.

;)
;*

Natália disse...

A Bel tem razão. Tu foi coerente, afinal de contas não dá pra ser infeliz só pro outro ser feliz, né?
E nem acho que o outro se sentiria feliz sabendo ter alguém infeliz ao lado, por pura vaidade.

Eu te entendo perfeitamente. Também não gosto de alimentar sentimentos que sei não poder corresponder.

Tu agiu muito certo. Não é legal manter pessoas em stand by só pra se sentir desejada, amada ou sei lá o quê.

beijinho, flor