quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

.tudo o que eu quero pra mim.


É muito cedo para falar qualquer coisa de 2011, afinal estamos há 12 dias do ano anterior, mas ele me chegou com um sabor especial. E não importa o que virá pela frente, é muito mais gostoso descobrir vivendo, saboreando esses momentos em que tudo é bonito. Não quero criar expectativas demais, só que não há como negar que está me fazendo bem. Parece um deja vú, eu já vivi isso, esse encantamento, mas ao mesmo tempo é tão diferente e emocionante. E eu quero mais, muito mais.

Ano passado foi um ano difícil. Os últimos seis meses, então, nem se fala. Problemas pessoais, viagens, término do curso, mudanças, várias coisas contribuíram para deixá-lo conturbado. Não digo que tenha sido de todo ruim, mas passou longe de ser bom. Certas coisas ficam marcadas de forma indelével.

Estou fechando um ciclo e, consequentemente, iniciando um novo. Só o fato de terminar a faculdade de Administração já me deixa entusiasmada, feliz mesmo, pois batalhei muito para chegar até aqui. Como diria a música do Cidade Negra: percorri milhas e milhas antes de dormir, eu nem cochilei. Então, espero que isso me surpreenda, que abra portas, que as oportunidades apareçam, porque, é claro que eu também vou correr atrás. Nunca soube ficar quieta, me acomodar. O mundo é o limite para mim, eu tenho os sonhos mais lindos e, o que é melhor, Deus por perto, me enviando anjos, me iluminando sempre.

Com minha mania de Poliana, eu sempre desejo o melhor, só que acho que esse ano eu sinto de forma diferente, é quase como se tivesse recebido um sinal e eu nem sei se acredito nisso mesmo, mas por via das dúvidas, é bom considerar. Vou deixar acontecer e o que vier, vou viver e me permitir.

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Amigo Secreto .quem me tirou.

Ainda recebi meu presente em 2010, rs, aviso logo aos tão ansiosos quanto eu. E eu amei, aliás, nem teria como não amar. Eu disse pra Lile: livros e esmaltes vermelhos - tão a minha cara que é quase um clichê! Eu achava que não iria receber a tempo, porque tinha viajado para passar o Natal em Teresina com a minha família e os Correios já tinham entregue duas vezes, mas na quinta (30.12), cheguei em Parnaíba meio-dia e neeem fui pra praia, fiquei de tocaia em casa. O melhor: o carteiro que me entregou a encomenda é o mesmo que entrega as da Ufpi, pega os malotes, etc, acho que ele adorou me ver de camisola em casa, hahahaha!

Eu e Jady tínhamos ficado por último, então, as opções de quem tinha nos tirado tinham ficado limitadas, no fundo, a gente já sabia quem tinha nos tirado. Concordo com ela quando diz que perde metade da graça já saber quem nos tirou, mas a emoção de abrir um presente vindo de longe e tão cheio de carinho não tem preço. Ganhei um dos livros da minha lista de desejos do Skoob, o último da trilogia Dexter (na verdade, já tinha lido os dois primeiros, mas eram de Lay, não tinha nenhum dos três, mas adorei ganhar o que ainda não havia lido! Agora é só comprar os outros dois, pra reler várias e várias vezes), um marcador de página Pulp Fiction estilosérrimo (adoro marcadores de página, tenho coleção!), quilos e quilos de esmaltes vermelhos (Colorama, Ana Hickman e Risqué), um removedor de esmaltes sem acetona Océane e um Papai Noel fofo, que vai ficar pendurado na minha prateleira de livros. Além, é claro, de uma carta liiiiinda, toda delicada, dessa moça que era uma leitora tímida do meu blog e graças a este Amigo Secreto agora é uma mais nova amiga blogueira.

Óbvio que dá pra perceber o quanto eu amei, né? Obrigada, Lile, de coração. Esse Amigo Secreto trouxe para nosso fim de ano mais do que presentes, mas carinho e delicadeza embalados pra presente, vindo de tão longe (ou nem tanto), mas que se transformam em momentos preciosos que lembraremos sempre. Com um time desses (Jady, Intense, Bel, Patrícia e Lile) o sucesso já estava garantido. E, espero, meninas, que ano que vem a gente possa repetir a dose! Porque eu simplesmente ameeeei e com certeza já estou dentro pro próximo batuque na lage!

Beijos, beijos!


Post relacionado: