terça-feira, 21 de junho de 2011

Agora é greve!

(Vocês estão vendo que sou eu segurando a faixa, né?)

Nunca fui de deixar minhas questões políticas extravasarem por aqui, mas dessa vez é algo que realmente está muito presente em mim para eu deixar de comentar. É, eu tô de greve, sou do comando de greve e estou em Teresina tentando articular e mobilizar a classe dos trabalhadores da UFPI a aderirem ao nosso movimento, que é a favor do direito coletivo de todos. 

Após a assembléia realizada no dia 15/06, no campus da Universidade Federal do Piauí, em Teresina, os servidores técnico-administrativos decidiram por unanimidade pela deflagração de greve por tempo indeterminado. O motivo que levou a essa decisão foi a falta de propostas do governo federal com relação às pautas de negociação estabelecidas nas reuniões agendadas pelo próprio governo com a Federação Brasileira dos Técnicos das Universidades Brasileiras – Fasubra.

No dia 1º de junho, em uma plenária nacional da Fasubra, foi decidido pela deflagração da greve em todas as Universidades Federais a partir do dia 06 de junho. No entanto, para aprofundar o debate sobre o movimento e visando dar uma ampla divulgação sobre os motivos que desencadearam a greve, somente no dia 15/06) foi decidido pela adesão da Universidade Federal do Piauí ao movimento grevista.

Atualmente, das 51 instituições federais de ensino 43 já aderiram à greve, o que corresponde a aproximadamente 85%. As demais IFES estão realizando assembléias e até o final da semana esse número poderá ser maior. Na ocasião da assembléia de deflagração da greve, também foi escolhido o comando de greve local, que assumiu a missão de conduzir o movimento paredista em toda a Universidade, incluindo nos campi do interior.

A próxima Assembléia está marcada para a próxima quarta-feira (22/06), onde serão debatidos todos os informes do comando de greve nacional, bem como o andamento das interpelações junto ao governo, já que atualmente foram suspensas todas as reuniões de negociação com a categoria.

PAUTAS DE REIVINDICAÇÃO:

• Apresentação de recursos orçamentários para serem alocados no piso da Tabela Salarial para 2011 ou 2012;
• Piso de 3 salários mínimos e Step de 5%;
• Propostas que resolvam a questão do VBC e reposicionamento de aposentados, com ampliação de direitos para 2011;
• Avanços nas propostas que possibilitem resolução sobre a racionalização de cargos, conforme deliberação de plenária da Federação, ainda em 2011;
• Resolução do Anexo IV, com ampliação de percentual horizontal para todas as classes e reajuste dos benefícios, a partir de 2011.

Hoje fizemos uma panfletagem na entrada da UFPI, tentando conscientizar a comunidade universitária acerca da legitimidade da nossa greve e estaremos durante todo o período tentando agregar mais simpatizantes à nossa causa, além de tentar demonstrar que não queremos arruaça, nem queremos deixar de trabalhar (até porque estamos trabalhando bem mais do que as 40h/semanais exigidas) e que essa é uma manifestação pacífica a favor dos nossos direitos, mas que só teremos resultados se a base dos servidores aderirem à greve.
 
Bené e Jáder

É isso aí, companheiros, estou sumida, mas estou na luta!

Beijo, beijo!

4 comentários:

.Intense. disse...

Amigan, faça greve de mais coisas. Abstenha-se do desgaste. #piadainterna

AHAUHAUHAUHAUH

:*

Lulu on the sky disse...

Olha eu sou a favor da greve por melhores salários, por outro lado quem depende de serviços públicos se ferra quando isso acontecem.
Big Beijos

Carol disse...

Então tá tb sou a favor da greve só não sou a favor de vcs ficarem em THE e me abandonarem #prontofalei!!

Constância disse...

Que orgulho!Sou favorável a greve e favorável a incomodar/conscientizar a população;se a população aderir,a coisa se resolve mto mais rápido.Tô aqui na torcida para que tudo dê certo!
bjs e força na luta!