segunda-feira, 13 de junho de 2011

Consideramos justa toda forma de amor ♪


Eu adoro um fraco e oprimido, já contei isso pra vocês? Adoro defender uma causa, ser pró-ativa, militante a favor dos que são discriminados e desrespeitados. Defendo a liberdade de expressão, o respeito ao próximo e principalmente defendo a verdade. De quem se é e do que se espera da vida e do outro. Já comentei várias vezes sobre isso, a vida seria tão mais bonita se as pessoas se respeitassem pelo que são. Pode até parecer utópico e idealista, mas de que é feito o futuro senão de um passado de sonhos? Se ninguém tivesse ideais, as mulheres ainda estariam presas a casamentos de conveniência, sem poder votar, se divorciar ou até mesmo controlar sua vontade de ter filhos. E isso é pra citar um só exemplo. 

Só depende de nós, da forma como encaramos os fatos, como nos comportamos em relação ao preconceito no nosso dia-a-dia, é isso que muda a nossa forma de ver o mundo e do mundo ver a vida. A nova lei que permite o casamento homoafetivo, aprovada recentemente, é uma vitória sem precedentes na construção de um país igualitário. Sinceramente, vibrei muito com a notícia.

E eu ainda poderia dizer tantas e tantas coisas, mas essa foto é tão linda, que no final das contas, acho que nem precisa, não é mesmo? A pessoa que não vê beleza no amor, assim tão puro e simples, não vai se comover com palavras.

Foto: Cortesia do Allysson Borges, que diz ser meu fã number one, rs. Adorei.

5 comentários:

Júuh . disse...

"A pessoa que não vê beleza no amor, assim tão puro e simples, não vai se comover com palavras."

Preconceito é burrice!
depois dessa frase que vc finalizou o texto, não pe preciso dizer mais nada, as palavras falam por si.

beeeijo flor

Morena disse...

Ah sim se uma pessoa não entende uma imagem que vale mais que mil palavras nem vale a pena tentar perde o tempo.
AMEI a imagem!
Beijos saltitantes
Boa semana

Rossana Fernandes disse...

Hahahhaah. Baby, não fico com ciúmes por vc falar da boniteza do namorado. Ele é lindão. E o pior (melhor), é que tem 1,93. Ou seja, chama atenção por onde passa.

As vezes dá vontade de escondê-lo no bolso do casaco...rss

Tudo meu, tudo meu...hahahah

Beijos lindona

Lulu on the sky disse...

Disse tudo! Cada um é livre para amar do jeito que quiser. As pessoas tem que parar de ter preconceito se o indivíduo é do mesmo sexo, de cor diferente, classe social diferente.
Big Beijos

Constância disse...

Que gracinha gente,minha amiga militando em prol dos fracos e oprimidos.Vc sabe o que penso disso td e por isso msm não aceito o rótulo de feminista,não gosto de opressão de forma alguma.Sou favorável ao respeito e divisão de responsabilidades.O mundo ainda vai ser melhor do que está e será graças a nós que aqui estamos.
Amote!!!
bjks