quinta-feira, 27 de outubro de 2011

.extrasensorial.



'Meu coração tá ferido de amar errado.'
(Caio Fernando Abreu)

Tem tanta coisa que eu poderia dizer, mas no final das contas é só isso mesmo. Desesperança, desilusão, impaciência. Eu só sinto um vazio imenso, que não vai sarar agora. Não sei mais se acredito na cura, quem diria, eu, tão otimista que sempre fui. Mas é difícil continuar tentando. E eu não digo isso apenas com a voz das minhas experiências infelizes, à minha volta não param de chegar informações. Não é como se eu tivesse escolha, sabe? E também não é depressão, é cansaço, eu olho para as possibilidades com uma imensa preguiça.

'Cansei de amar pela metade. Cansei de me sentir sozinha. Cansei de tanta mentira. Cansei dos dias iguais, da rotina. Cansei de mim e de me deixar sempre em última opção. Cansei de procurar meus amigos. Cansei de mentir pra mim, pra ver se dói menos. Cansei de me preocupar com quem não se preocupa comigo. Cansei de sofrer e de acordar indisposta, cansei de sentir o coração bater mais forte, com uma sensação de arrependimento, de erro. Cansei de tudo.'
(Caio Fernando Abreu)

Tudo o que eu queria era conseguir entender a lógica da coisa: quem não quer, não procura. Quem ama, não trai. Ou tudo mudou muito ou eu é que era ingênua. Antigamente eu acreditava mais nas palavras, eu não as julgava apenas instrumentos de sedução, criadoras de ilusões. Amarga? Com certeza. O que separa um coração ferido de um iludido é só a decepção. E é isso, no momento, tô fechada pra balanço.

'Tô exausta de construir e demolir fantasias. Não quero me encantar com mais ninguém.'
(Caio Fernando Abreu) 

8 comentários:

andre5.6 disse...

Que historia é essa de fechada pra balanço? Um outro dia é um novo dia e ele sempre nos surpreende basta olharmos e agarramos as possibilidades. Como dizia Cazuza " a solidão é pretenção de quem fica escondido fazendo fita".kkkk bjs te adoroooo.

disse...

Caio Fernando sempre falando por nós.

meus instantes e momentos disse...

a verdade é que a coisa não tem lógica...
e chega um determinado instante da vida , que nós devemos incorporar todas as nossas máscaras e mentiras, ou chorar todos os nossos sonhos. De um modo ou de outro, isso dói.
Mas a vida (ainda bem) nos dá sempre uma terceira opção...
....
que bom voltar ao teu blog.
Maurizio

Lulu on the sky disse...

A vida dá voltas Ju. Hoje você pode estar triste, isolada e amanhã pode conhecer uma pessoa que mudará sua vida completamente. Não se isole, sorria e viva.
Big Beijos

.Intense. disse...

Não ando gostando da gente usar essa palavra: amarga. Acho que a gente pode dizer que estamos fechadas pra balanço, que estamos dando um tempo, não sei.

Eu quase não acredito, mas quando não sou eu falando - é você - eu tenho certeza absoluta que uma hora as coisas vão voltar ao normal. Não sei se vamos voltar a acreditar nas mesmas coisas, acho muito dificil. Mas vamos conseguir lidar melhor com essa ruptura tão grande que 2011 representou pra nós.

Deus queira.
Amo vc, Ju.
:*

Patrícia ♥ disse...

Que lindo aqui *--*
eu super adorei

estou seguindo..
retribui??

beijos
http://momentosdapathy.blogspot.com
http://pathyoliver.blogspot.com

disse...

Oi

Desculpa, incomodar-te, mas estou ajudando minha amiga a divulgar o trabalho dela, se você puder colaborar divulgando no seu facebook, blog ou quem souber de alguém que possa indicar ou quem sabe, se você mesmo estiver interessado, que entre em contato!

Desde já, agradeço mais uma vez a ajuda e o carinho.

O nome dela é Nathália Faria.

Ela é do Rio de Janeiro.

Seu e-mail é: nathalia.faria@gmail.com

Seu facebook é: http://www.facebook.com/profile.php?id=100002691968676

Ela trabalha com planos de saúde e num estúdio localizado em Botafogo (gravações de música/CD e também aulas de música - violão, guitarra, percussão, baixo, teclado, cavaquinho, bandolim, bateria e sopro).

Beijos

Anônimo disse...

Pode ser mais deprimente pra alguém que parece tão desiludida como vc!Mas posso como vc e muitas outras vivi uma história semelhante a sua. Qd vi seu desabafo tive vontade de compartilhar com vc um pouco de mim. Qd estava no ensino médio tive um paquerinha,mas nossa história não foi para frente nessa época, ficamos um tempo afastados e depois nos encontramos no msn. Conversavamos por horas váris insunuações de ambos os lados e sentia que podíamos dar certo. Mas era tarde de mais ele estava casado e com duas filhas,puxei o freio e me segurei. Mas um estava carente, aquela vontade de estar com alguém que sentimos qd não estamos namorando, necessidade de carinho,kkkkkkkk!Aí acabamos ficando juntos, sem compromisso...Mas vc sabe como é me envolvi, achava que ele tb até a página 5! Até conversar com um amigo em comum e decobrir que ele tinha comentado algumas coisas sobre nós a uns amigos e a triste constatação "Tudo que ele me falou era lindo mas só tinha uma razão me levar pra cama", nunca ele abandonaria a família!Ele continuava a me procurar pois eu parecia perfeita apaixonada e iludida e com sindrome de mulher moderna que finge que não está nem aí...Pois bem, mas te digo, a vida guarda surpresas. Hj estou com alguém,só meu, e feliz!Não trate como Gianecchini quem te trata como Tiririca!Procure alguém que lhe dê valor de verdade!
Que essa experiência lhe fortaleça e traga sabedoria!

Bjo