terça-feira, 11 de outubro de 2011

.o que ficou.


'Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros!' 
(Che Guevara)

Tenho muito o que falar sobre o período que passamos em greve. Não, não foi um período de férias, como muitos, erroneamente, pensam. Foi um período muito intenso de aprendizado, de lutas, de amadurecimento. Sei que não apenas para mim, mas só posso falar do quanto eu evoluí estando dentro desse movimento paredista.

Participando do Sindicato dos Trabalhadores da UFPI, Sub-seção de Parnaíba, aprendi que nossa causa principal são os direitos coletivos dos trabalhadores. Que o que mais vale é o que todos ganham e não os interesses pessoais. E que o Governo quer é que a sociedade veja quem luta pelos direitos de todos como baderneiros, arruaceiros, folgados, tentando a todo custo, atacar àqueles que não se conformam com as injustiças, calar a voz de quem ousa se manifestar. Mas, já dizia Helen Keller: 'nunca se pode concordar em rastejar, quando se sente o ímpeto de voar'. E que quem acredita nisso, sabe o quanto é importante a participação de cada um no processo de mobilização e conscientização da categoria.

Marcha dos Excluídos - Teresina (07.09)
  
SINTUFPI na Marcha dos Excluídos
 
 Recepção da delegada do Comando Nacional de Greve - aeroporto de Teresina (Danniel, eu, Mauro, Nayara, Jáder e André)
  
Churrasquinho da greve (eu e Nayara)

Fechamento dos Serviço Gerais
  

E, é claro que eu não poderia deixar de falar da viagem para Brasília, em caravana com vários companheiros do Sintufpi com o objetivo de barrar a votação do Projeto de Lei n.º 1749, que visa a criação da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH). Apesar do desconforto de horas de viagem dentro de um ônibus, de tomar banho em banheiros públicos, comer em beira de estrada e dormir em um pulgueiro em JK (o pior!), a viagem vai ficar marcada com boas lembranças. Não tem nem como não falar da emoção de conhecer pessoas mais experientes dentro do movimento, a sede da FASUBRA, de entrar na câmara de deputados, conversar com eles, vestir a camiseta contra a PL, invadir uma sala de votação, gritar palavras de ordem junto com todos. Ali a energia era incrível, contagiante e percebi que se lutarmos, todos juntos, somos mais fortes, organizados e invencíveis.

Caravana SINTUFPI
  Mauro, Léo, Danniel, Ester, Maurílio, Cézar, eu e Jáder em Brasília
Caravaneiros
Cansados, no corredor da Câmara dos Deputados (Léo, Danniel, eu, Ester e Mauro)
Sede da FASUBRA (Eu, Danniel, Ester, Maurílio, Cézar e Léo)
Todo mundo borrado, mas tá valendo! Dentro da sala de votação (Jáder, Ester, eu, Maurílio e Cézar)

E pra não dizer que não falei das flores, além de todas as experiências maravilhosas, ganhei uma amiga, a queridíssima Ester. Uma pessoa doce, alegre, carinhosa e que está se tornando mais especial a cada dia. Alguém que estava ali do lado, mas que na correria cotidiana passava despercebida. Unimos nossas dores, repartimos nossas vidas,  histórias e pensamentos. Respeitamos nossas opiniões e decidimos que vale a pena. Agora que ela chegou, não quero mais que vá embora. Acho que Deus sabe o momento em que você mais precisa de alguém especial, pra te confortar. E não tenho como reclamar, Ele sempre coloca as melhores pessoas na minha vida. Sempre.

Ester e eu

Não que o trabalho sindical seja fácil, longe disso. É uma luta árdua e incansável. Mas  temos duas opções: nos omitir e aceitar o que vier e tentar fazer a diferença e quem, assim como eu, escolheu tentar mudar não consegue mais fechar os olhos. O que ficou de mais forte em mim, de tudo, foi a certeza que essa luta será para toda a minha vida, que enquanto eu viver, estarei ao lado de meus companheiros tentando tornar o mundo um lugar melhor.

'Tente mover o mundo, o primeiro passo será mover a si mesmo.' 
(Platão)

Beijo, beijo!

Para mais informações, acesse:  

3 comentários:

Bel disse...

Como cantaram os saltimbancos:
"Todos juntos somos fortes,
Somos flecha e somos arco,
Todos nós no mesmo barco
Não há nada que temer!!!"

A luta continua, companheira!!!

Anônimo disse...

admiro vc ainda mais agora, por saber que é alguém que luta pelos seus ideais. beijos, linda

.Intense. disse...

Agora eu tendeu quem é Ester.


:)

(não vou falar da greve, tu sabe que não entendo patavinas, sou burra, oi)