quarta-feira, 11 de abril de 2012

Cansei



Se eu digo que eu cansei de você, acredite, foi de tudo. Não sou sua mãe, tampouco sua namorada, há muito tempo, nem mais o objeto do seu interesse. Não tenho obrigação de lembrar seus compromissos, de cuidar de você quando está doente, de te acompanhar em lugares em que você não quer ir sozinho. Eu preciso resgatar meu amor próprio, sabe? Eu costumava ter um.

Quando a gente está perdida assim, não adiantam os conselhos, por melhores que sejam. Eu tentei me livrar dos sentimentos, mas a convivência atrapalha demais. Às vezes, a gente precisa de um baque para entender que não tem como levar numa boa. Não, você não pode ter tudo. Sim, você está exigindo muito de mim quando pensa que eu acho legal te dar conselhos amorosos.

Não entenda mal, eu quero de todo coração ser sua amiga, talvez um dia eu consiga sem riscos, te juro que estou tentando a valer. Mas eu não tenho um botão de desligar os sentimentos, às vezes eles se embaralham, não tenho como controlar. O que a minha consciência quer, é uma coisa, o que eu me obrigo a presenciar, é outra.

Então, só pra você entender bem: eu cansei. Antes tarde do que nunca, diriam alguns. Você não precisa acreditar, nem eu vou te fazer promessas acaloradas ou provocar discussões sem sentido, você é inteligente, vai ver, vai perceber, vai entender. E apesar de tudo, pode ter certeza que eu sei que você vai sentir muito a diferença, não porque goste de mim de verdade, mas porque tem essa capacidade infinita de me querer sempre à sua disposição.

E sabe o que mais? Eu entendi muito bem a deixa. Pode ter certeza que eu vou pensar em mim primeiro, de agora em diante, porque é só o que você tem feito esse tempo todo. É a minha vez de ser egoísta, não vou abrir mão disso. Cansei de ser boazinha, aquela que todo mundo sabe que pode contar. Não quero ser educada, não quero pensar se as minhas atitudes vão ofender, eu não quero mais me preocupar com os seus problemas, Deus sabe que eu já os tenho demais.

Eu cansei de lidar com suas dúvidas e medos. Cansei de ser a amiga perfeita. Cansei de ser a pessoa que você recorre para tudo e qualquer coisa. Cansei de tentar me adequar à complexidade da nossa situação. Cansei de ouvir sobre as suas teorias. Cansei de ser tão incrível e ainda assim não ser suficiente. Cansei de verdade de tentar entender como você pensa, mas, acima de qualquer coisa, cansei de procurar desculpas para as suas atitudes. Não é que você não saiba o estrago que faz, você só não dá a mínima pra isso, contanto que eu esteja lá. Pois adivinhe só? Eu cansei.

(Só para esclarecer aos desavisados: o marcador 'crônicas' quer dizer que os textos são fictícios e não correspondem à minha vida pessoal)

4 comentários:

Jaqueline Lima disse...

Nossa amiga, profundo! Mas é isso mesmo, chega uma hora que cansa! :*

Claudio disse...

O texto é tão....tão intenso....quem não vivenciou isso? Por acreditar que depois de uma relação ou de um “fica” pode sim se estabelecer uma forte amizade...ai nos submetemos a essa situação por acreditar que o sentimento vai se transformar na mais pura amizade ou pior, acreditar q ela(ele) venha a correspondê-lo..

Luciana Lís disse...

quando terminei de ler, se fechasse os olhos, eu seria capaz de ser levada por algumas lembranças.
ao que me fizeram sentir, são doses diárias de tortura emocional, dilacerantes.

Mto bom, Ju!

Bjooo

.Intense. disse...

Lendo o texto agora lembrei de uma coisa totalmente fora de contexto, mas vou citar que quem sabe pra vc faz sentido...é uma frase que diz

'pra que motivos? às vezes basta somente um, às vezes nem juntando todos...'

=~