quarta-feira, 4 de março de 2015

#vidafit

Minha vida ano passado foi um turbilhão e esse ano tenho tentado organizar algumas coisas, mas como é necessário ter foco, resolvi me atentar a três coisas: cultivar um estilo de vida mais saudável, com prática de exercícios físicos e alimentação balanceada, me organizar financeiramente para comprar meu canto e  voltar a estudar (concluir a monografia da pós e passar numa seletiva de mestrado). Quanto a esse último, admito não ter feito nenhum progresso, mas em relação ao primeiro já tenho tomado algumas atitudes (o segundo tá caminhando pra dar certo, veremos).

Em janeiro comecei a praticar bodypump, que é uma modalidade bem puxada, com várias séries de levantamento de pesos, remadas, arremessos e agachamentos, como se fosse musculação, mas bem mais dinâmico e divertido, já que as aulas são coletivas e os movimentos sincronizados com música (de ótima qualidade, diga-se de passagem). Descobri que adoro o bodypump e isso é inédito, todas as vezes que tentei ir pra academia era como uma obrigação, um esforço terrível e fatalmente eu desistia não muito tempo depois. Então, tô super animada por enfim ter descoberto algo que me dá prazer em fazer e onde eu posso perceber claramente o condicionamento do meu corpo evoluir. Vou à academia no mínimo três vezes por semana, mas em geral, consigo ir quatro (apenas numa semana consegui ir cinco!).

Comecei, ao mesmo tempo, uma dieta de reeducação alimentar, e com exceção do carnaval, também tenho evitado bebidas alcoólicas. Já perdi alguns quilos, só que ainda estou bem longe do que pretendo, mas meu objetivo é mudar meus maus hábitos, a perda de peso apenas faz parte do processo, não tenho pressa. Tentei fazer dança fitness, mas sinceramente dançar pararatimbum e a muriçoca soca soca não dá pra mim e desisti. Semana passada iniciei o pilates, mais por causa das dores na lombar e falta de flexibilidade, mas tenho que enfrentar algumas realidades:

- tô toda torta, com escoliose na lombar, coluna em s, mais um monte de problemas resultantes do sedentarismo de outros tempos, má postura e falta de ergonomia no ambiente de trabalho;
- não tenho praticamente nenhuma flexibilidade (todos os tendões são bem encurtados), o fisioterapeuta disse que pra ficar ruim ainda tenho muito que melhorar e que dificilmente serei uma pessoa realmente flexível (adeus, olimpíadas);
- não estou fazendo pilates fitness, mas em princípio o clínico, para correção dos problemas já citados;
- os exercícios são vagarosos e doloridos, mais como se fosse uma fisioterapia (o que é, de certa forma), mas tenho feito progressos; 

É claro que não vou reverter uma vida toda de sedentarismo em dois meses, meus planos são de médio/longo prazo. Pretendo continuar levando os dois, já que servem a propósitos diferentes, mas estou bem feliz porque é a primeira vez que realmente tenho curtido a prática de exercícios e isso, por si só, é uma vitória incrível. Quero envelhecer bem e ter saúde, os vinte anos daqui a pouco se despedem e preciso começar a cuidar do meu corpo com mais zelo. Não tenho intenção, muito menos interesse, de viver pra isso ou me tornar paranóica com alimentação, mas sim de dosar os excessos e equilibrar minha vida.